O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Autodesk anuncia linha 2011 de aplicativos (incluindo Maya) com novidades para o Mac OS X

Nesta semana, a Autodesk anunciou uma revisão de vários dos produtos existentes na sua linha de aplicativos, destinados a cumprir tarefas relacionadas a design em 2D e 3D, engenharia, mídia e entretenimento. Para o Mac OS X, foram lançadas as versões 2011 do Maya, do Mudbox e do FBX, que trazem novos recursos, maior performance e maior compatibilidade com diferentes fluxos de trabalho dos usuários.

Publicidade

O Maya 2011 ganhou suporte a 64 bits e uma interface totalmente nova, considerada simples de configurar para diferentes usuários com a ajuda de novos editores, que se comportam como elementos ajustáveis em qualquer lado da tela. Usando a linha do tempo do aplicativo, agora é possível tirar proveito de novas funções de edição de composições com múltiplas câmeras, que oferecem um estilo de produção de filmes compatível com EDLs (em inglês, Edit Decision Lists), que podem ser encontradas em aplicativos como o Final Cut Pro.

Também foram adicionados pela Autodesk alguns aprimoramentos para ferramentas já existentes, incluindo o recurso Vector Paint, que expande as capacidades de pintura e rotoscopia disponíveis em versões anteriores. Funções mais complexas agora são executadas de forma suave e eficiente, graças a um novo núcleo de processamento gráfico que expande a resposta do espaço de trabalho e completa o suporte a 64 bits para manipulação de arquivos pesados.

Publicidade

O Mudbox também foi atualizado para a versão 2011, aprimorando a sua integração com o Maya e o Photoshop para transferências de modelos entre esses aplicativos. Também foram implementadas neste produto da Autodesk novas ferramentas para deformação e exposição de modelos.

Uma área que merece destaque no Mudbox 2011 são os novos pincéis (brushes) para ajustes em imagens, que podem ser combinados de diversas formas para obtenção de resultados visuais variados. Junto deles, estão presentes novos modos de mistura entre múltiplas camadas de pintura, que funcionam muito bem graças às melhorias feitas na performance do aplicativo pela sua desenvolvedora.

O FBX 2011 também foi bastante aprimorado para facilitar a importação/exportação de conteúdo entre múltiplos aplicativos profissionais por meio de tecnologias da Autodesk. Alguns produtos de terceiros, especialmente ambientes de desenvolvimento de jogos, agora poderão tirar proveito do software para receber conteúdo de produtos como o Maya ou o Mudbox com o máximo de fidelidade possível.

Publicidade

Também há meios de desenvolvedores integrarem a tecnologia FBX nas suas soluções usando uma API bastante versátil, baseada em C++. Quem desejar pode ainda fazer isso através da linguagem Python.

Dos três aplicativos acima, apenas o Maya 2011 teve seu preço confirmado. Ele custará US$3.495 para novos usuários e US$1.745 para atuais clientes da versão 2010, com disponibilidade prevista para abril. Outros produtos da empresa além dos três citados acima também foram anunciados, mas são exclusivos para Windows, de forma que a Autodesk fornece recursos sobre como usá-los com qualidade em seu Mac por meio de virtualização ou via Boot Camp.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Rob Glaser, presidente da RealNetworks

Ex-CEO da RealNetworks diz que Apple ganhou primeira batalha mobile, mas que precisa ser contida

Próximo Artigo
Nook dentro de um iPad

Barnes & Noble confirma que lançará app ereader para iPad

Posts Relacionados