O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Surge primeiro caso de iPod nano explodindo no Brasil

iPod nano após explosão no Brasil

Há tempos nós registramos casos de iPods explodindo aqui e ali no MacMagazine (1, 2, 3, 4), mas até agora não havíamos ouvido sobre nenhum caso ocorrido no Brasil, especificamente. Mas foi exatamente isso que aconteceu com o nano branco da leitora Catarina Mariotto Cardoso, há pouco menos de duas semanas.

Publicidade

iPod nano após explosão no Brasil

O modelo em questão é o iPod nano de primeira geração (1G), fabricado entre setembro de 2005 e dezembro de 2006. Para a (in)felicidade da Catarina, a Apple já publicou um documento de suporte trazendo informações sobre superaquecimento de baterias desses iPods nano:

Em sua declaração, a Apple alega que o problema é raro — e pode ser mesmo, julgando que milhões de unidades foram vendidos e o número de reclamações foi pequeno —, causado por baterias provenientes de apenas um fornecedor.

Tais baterias podem fazer com que a estrutura do iPod nano fique deformada, sofra mudança de coloração ou então faça o gadget parar de funcionar permanentemente — e até explodir, é bom lembrar. Nesses casos, agora é possível contatar a Apple para uma substituição da bateria, porém apenas para esse modelo de iPod nano, existente nas cores preta e branca.

O problema é que a Catarina tentou contato com a Apple durante essas duas últimas semanas e não obteve nenhuma resposta. Ela também se dirigiu a uma assistência técnica autorizada, a qual lhe informou que não poderia ajudar.

Publicidade

O iPod nano da Catarina explodiu do nada, enquanto era recarregado — conectado via USB. Felizmente, o acidente apenas queimou uma parte da mesa (e inutilizou o gadget, evidentemente), não deixando ninguém ferido.

“Coloquei meu iPod para carregar no notebook — como faço há quatro anos — e, passado algum tempo, vi que havia no aparelho um ícone de “iPod triste”, o qual significa que não houve reconhecimento do aparelho pelo computador”, conta a Catarina. “Peguei o iPod nas mãos e, quando o coloquei na mesa, vi que minhas mãos estavam pretas. Ao tirar a capa do aparelho, observei que ele estava todo derretido e que até mesmo o cabo estava queimado.”

Vamos torcer para que a Catarina consiga resolver essa questão da melhor forma possível e que novos casos como esse não surjam por aí, afinal, a probabilidade de algo mais grave acontecer não é lá tão pequena.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Política de preços da iBookstore será mesmo similar à da Kindle Store

Próximo Artigo

Publicitários já consideram uso do iPad em campanhas de marketing

Posts Relacionados