O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Primeiras impressões do Steam para Mac são muito boas

Depois de uma longa espera, o Steam para Mac finalmente está próximo do lançamento — algo que, para um bom gamer de plantão, significa que boa parte dos problemas acabaram. Alguns sites norte-americanos e canadenses tiveram a oportunidade de testar o produto em primeira mão antes do seu lançamento, previsto para esta semana.

Publicidade

No PC, o Steam já se consolidou há muito tempo: a Valve reúne mais de 25 milhões de usuários e 1.100 jogos diferentes de outras produtoras, nos mais variados estilos. Infelizmente, o Mac não terá essa pompa toda desde o início, mas uma das coisas animadoras que pude constatar nos testes oficiais feitos por alguns sites é que a rede de entretenimento da empresa terá a mesma dedicação da sua criadora nas duas plataformas.

Da parte da Valve — criadora de sucessos como Portal, Team Fortress, Half-Life e (indiretamente) Counter-Strike —, o Mac OS X será uma plataforma tão importante quanto o Windows sempre foi, especialmente devido ao fato de ter-se encontrado na Apple um ótimo apoio para manter o projeto no mesmo ritmo do mundo PC. Sim, as duas empresas colaboraram na conversão de toda a tecnologia do Steam, bem como nos primeiros jogos, garantindo que outros desenvolvedores estejam bem posicionados na tarefa de suportar dois sistemas.

Embora tenha o mesmo visual que o Steam para PC, a versão para Mac é bem integrada aos seus últimos recursos — e até mesmo a pequenas tecnologias de terceiros, como o sistema de notificações Growl. Não era preciso nada além disso: o visual do app mudou há um tempo no Windows e até usa tecnologias do Safari, mas o mais importante é que todos os recursos sociais e os serviços extras da Valve estão disponíveis para uso no sistema da Apple, incluindo o Steam Play (que torna um jogo multiplataforma disponível em qualquer computador em que você instalar o software da Valve) e o Steam Cloud — que sincroniza suas preferências de jogos e saved games entre máquinas.

Publicidade

Bom, vamos aos títulos: o que esperar de jogos vindos do Windows para o Mac OS X? Com base nos reviews internacionais, a Valve aparenta ter feito um trabalho com o seu catálogo que certamente será espelhado por outras empresas que resolverem apoiar o sistema da Apple. Portal e Team Fortress 2 — os títulos oferecidos para os reviews — funcionam com todas as suas funções existentes no Windows.

Essa iniciativa não deverá ser exclusiva da Valve: com o tempo, mais jogos de outras empresas serão lançados seguindo uma metodologia similar, mas, no que diz respeito ao suporte total ao Steam, não haverá limitações.

Publicidade
[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=wfud32TG1ic[/youtube]

O único ponto em que as discussões se tornam cruciais é aquele a que todo jogador presta maior atenção: gráficos. Em um mundo perfeito, o seu computador (independentemente de ele ser Mac ou PC) deveria rodar seus jogos preferidos na melhor qualidade possível, mas a coisa não vai por aí na prática. No que diz respeito ao Mac, vários testes (não todos) foram realizados com máquinas recentes, fabricadas de junho de 2009 pra cá. A seguir, estão os resultados de alguns reviews:

  • O AppleInsider conseguiu rodar Portal sem problemas com as configurações recomendadas em um MacBook Pro 2008, com GPU de 512MB. Contudo, nem todas as texturas e detalhes foram ligados no máximo para obter-se uma jogabilidade perfeita.
  • O Electronista quase conseguiu colocar o mesmo título para funcionar com o máximo de qualidade gráfica em um iMac Core i5 de 27 polegadas com a melhor GPU da ATI, porém a suavização gráfica teve de ser desativada — não é nada que possa causar problemas horríveis, mas também não é nada que possa ficar igual com o tempo. Já o Team Fortress 2 funcionou bem com as configurações recomendadas
  • O MacRumors fez testes com os dois títulos em um MacBook Pro 2009 de 15 polegadas com 4GB de RAM e a GeForce 9400M — situação que reflete bem as condições da maioria dos notebooks da Apple usados por aí hoje em dia. É possível atingir um nível respeitável de qualidade visual com condições similares, mas fazendo algumas configurações extras nos dois títulos.
  • Já o Macworld fez testes com um iMac Core i5 de 27 polegadas e não notou problemas ao jogar Portal e Team Fortress 2 com as configurações máximas. Precisa dizer algo além disso? 😉

Resumindo a novela: se o seu computador utiliza gráficos dedicados ou integrados da NVIDIA e da ATI com uma quantidade considerável de RAM (2GB ou mais), você não terá problemas para se divertir com a rede de entretenimento da Valve — o que é ótimo: significa que muita gente não terá problemas com isso. Ainda não foram feitas muitas comparações nesse quesito em relação ao Windows, mas não deve haver diferenças consideráveis entre um sistema e o outro.

Considerando tudo isso, valerá a pena dar uma chance ao Steam no Mac quando ele for disponibilizado, daqui a dois dias. Enquanto estiver em fase beta, poucos jogos estarão disponíveis para compra: a seleção inicial terá mais de dez títulos, mas esse número só crescerá com o tempo.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Ícone do Combat Sports Timer

Combat Sports Timer, utilitário de iPhone OS para lutadores amadores ou profissionais

Próximo Artigo
Ícone do QuickTime 7

Apple libera versão independente do QuickTime Player 7.6.6 para o Mac OS X Snow Leopard

Posts Relacionados