O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Foxconn aumentará salário-base de seus empregados em 20%; mais empresas se preocupam com a situação

Ym Yik/European Pressphoto Agency

Sem contar horas extras ou bônus, um trabalhador iniciante ganha cerca de US$130 por mês na Foxconn. De acordo com a MSNBC, hoje foi anunciado que um aumento de 20% (~US$26) desse salário-base será concedido aos trabalhadores chineses, apesar de não ter sido comunicado quando tal alteração terá efeito.

Publicidade
Ym Yik/European Pressphoto Agency

As análises do impacto deste aumento sobre os lucros da empresa são conflitantes: uns dizem que o aumento de US$84 milhões nas despesas trimestrais trarão uma queda de 10–12% nos ganhos operacionais; outros dizem que gastos com força laboral não chegam a 2% dos custos da Hon Hai. Adicionalmente, não é incomum que sejam dados aumentos de até 50% em períodos de grande demanda, como o terceiro trimestre.

Um trabalhador de sobrenome Wang, contatado pela reportagem, mencionou que tal aumento pode ajudar a conter a onda de suicídios na Foxconn, tendo em vista que reduzirá um pouco a pressão financeira sobre os trabalhadores.

Em uma coletiva cedida na quarta-feira, à qual o New York Times compareceu, Terry Guo, CEO da Foxconn, anunciou que medidas para prevenir os suicídios estão sendo tomadas, dentre elas a instalação de redes de proteção nos alojamentos dos trabalhadores. Infelizmente, horas depois desta entrevista, mais um trabalhador teria caído de um prédio da Foxconn — ainda não há confirmação se este seria mais um suicídio ou um acidente.

Publicidade

Uma explicação concedida por Jing Jun, professor de sociologia da Universidade de Tsinghua convidado pela empresa para a entrevista, apontou que rumores indicando que as famílias dos suicidas receberiam cerca de US$14,6 mil em indenizações podem ter alimentado a onda de suicídios. Para evitar isso, recentemente foi liberado um termo que os trabalhadores deveriam assinar, isentando a Foxconn de pagar qualquer coisa além do mínimo legal como compensação por ferimentos adquiridos fora das linhas de montagem. Contudo, as severas críticas a essa atitude fizeram Guo retratar-se e voltar atrás na decisão.

Segundo o Engadget, Sony, Nokia e Nintendo manifestaram publicamente sua preocupação com o caso, assim como já fizeram Apple, Dell e HP. Outra medida que estaria sendo tomada é a transferência de um quinto dos trabalhadores para regiões mais próximas às suas famílias.

Fiquemos de olho.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Ícone do TrashMe

TrashMe é mais uma opção de desinstalador de softwares para o Mac OS X

Próximo Artigo

Google avalia versão nativa do Latitude para iPhone OS

Posts Relacionados