Ex-executivo da Apple critica Steve Ballmer e potenciais falhas de inovação da Microsoft

Ao tecer comentários sobre os recentes acontecimentos envolvendo a Microsoft, Jean-Louis Gassée, ex-executivo da Apple na área de produtos, foi bem crítico quanto à postura do CEO Steve Ballmer por trás das potenciais falhas de inovação ocorridas em Redmond. Embora o que Ballmer disse sobre o valor de mercado da Apple também seja abordado no artigo, Gassée esclarece que a Microsoft tem problemas bem mais complicados para se preocupar no momento, de forma que fazer o seu chefe executivo mostrar confiança à frente dela é apenas o primeiro deles.

Publicidade

“A visão de liderança executiva de Ballmer não admite o ato de se levantar e assumir responsabilidades. Ele não consegue dizer ‘Eu errei’ e então tenta explicar o que fará para reverter a situação”, disse o ex-executivo da Apple, referindo-se a uma nota interna obtida pelo Wall Street Journal que detalha as reestruturações feitas pela Microsoft em algumas das suas divisões de produtos. Elas chegaram a envolver até o Office para o Mac OS X, mas o que realmente chamou a atenção foram as partidas de J Allard e Robbie Bach, dois que fizeram sérias contribuições em produtos de entretenimento digital.

Tecnicamente, é nessa área onde a Microsoft mais precisa demonstrar inovações, e não é a primeira vez que dizemos isso. O Windows Phone 7 pode contribuir nesse ponto ao exercer fortes mudanças no segmento de smartphones, mas ele não dá sinais de que chegará ao mercado em aparelhos que acompanhem a evolução experimentada no momento pelo Android e pelo iPhone. Além disso, foi estranho ver projetos como o Courier acabarem sem nunca terem sido implementados em protótipos de produtos, enquanto Ballmer limitou-se a dizer que sua empresa aprendeu muito com isso (como?!).

Nos próximos dias, a Microsoft terá a D8 e Computex Taipei 2010 como oportunidades de expor ao público algumas impressões sobre o que anda acontecendo com seus projetos internos, então qualquer coisa que seus executivos prometerem será crucial para a reação do mercado — e para a recuperação da sua superioridade de mercado em relação à Apple, se é que isso é importante agora… Independentemente do que queiram saber sobre ela nesses eventos, será importante que suas futuras ações a coloquem de volta em uma posição de competitividade, em vez de gerarem novos fracassos.

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…