O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Estado norte-americano inicia investigação sobre preços de livros na iBookstore

A justiça do Texas iniciou uma nova investigação contra a Apple e algumas editoras de livros sobre a possibilidade de existir uma fixação de altos preços na iBookstore, lançada pela empresa em conjunto do iPad para venda de ebooks. Duas grandes parceiras da empresa (Hachette e HarperCollins) nos Estados Unidos já foram chamadas para prestar depoimentos e apresentar documentos sobre o assunto, sob a acusação de estarem dificultando negociações com outras distribuidoras online.

Publicidade

Na iBookstore, são as editoras que definem os preços de livros, então muitos títulos similares aos da Amazon.com acabam custando mais que US$10 — embora alguns saiam pelo mesmo preço ou até menos, em certos casos. Entretanto, a liberdade que elas possuem de definir o preços com os autores aparenta ter começado a limitar a extensibilidade de acordos fixos como os da Kindle Store, o que está fazendo com que os preços de livros populares subam em várias lojas online a cada lançamento.

Embora nenhuma acusação formal tenha sido feita pela justiça, também existe a possibilidade de essa investigação não progredir muito quando ela perceber que a liberdade dada pela Apple aos provedores de conteúdo se estende por todas as categorias de produtos vendidos na iTunes Store, mesmo sendo através de contratos com diferentes termos — a exemplo do que ocorre na venda de músicas. Além disso, o modelo de negócios da Apple com editoras dá maior valor ao conteúdo criado por escritores e evita potenciais prejuízos para ambas as partes, mantendo o mercado mais estável.

[via 9 to 5 Mac]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
The Smashing Cartoons - Garoto Flash

The Smashing Cartoons: "Garoto Flash"

Próximo Artigo
iPad de ouro da Goldstriker

iPads de ouro da Goldstriker saem por R$4 mil

Posts Relacionados