Para John Gruber, FaceTime não será uma função restrita a iPhones

iPhone 4 rodando o FaceTime

Para quem vem tentando descobrir o que há por trás do FaceTime, a função de vídeo-chamada do iPhone 4, algumas coisas ainda não foram completamente esclarecidas pela Apple. É estranho, por exemplo, que uma função dessas exija a realização de uma chamada telefônica e não consuma minutos dos planos de usuários, cortando a ligação e lidando com o resto da chamada via Wi-Fi, com uma conexão direta a outro aparelho. Mesmo quando for possível realizar vídeo-chamadas via 3G, essa estrutura básica não deverá mudar.

Publicidade

iPhone 4 rodando o FaceTime

Na opinião de John Gruber, do Daring Fireball, a Apple poderá usar o FaceTime para contornar a necessidade de operadoras de telefonia em seus gadgets. Obviamente, ainda será possível usar essa função associada a um iPhone, mas não é tecnicamente preciso usar a rede voz da operadora para conversar com vídeo por aí.

O mais importante é que isso significa que smartphones não serão os únicos aparelhos capazes de usar o FaceTime. Câmeras frontais podem migrar do iPhone 4 para outros gadgets da Maçã, incluindo iPods touch e iPads, nos quais os usuários poderiam conversar via vídeo com quem quisessem sem depender de uma operadora. Não dá pra dizer quando isso será possível, mas outros aparelhos com suporte a essa função certamente aparecerão no futuro.

Na WWDC 2010, Steve Jobs disse que a Apple venderá dezenas de milhões deles neste ano, mas quem sabe nem todos sejam iPhones 4. Além disso, se a empresa conseguir estabelecer um padrão para vídeo-chamadas em gadgets ao redor do FaceTime, nem mesmo um dispositivo da Maçã será necessário para tirar proveito do recurso. Pense nas possibilidades…

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…