Será que eu preciso remover aplicativos do “switcher” do iOS 4?

Uma das coisas que muita gente se preocupou em saber ao começar a usar multitarefa no iOS 4 (considerando que seu gadget suporta isso) é como tirar aplicativos do “switcher” que pode ser aberto pressionando a tecla Home duas vezes. Conforme mostra a imagem ao lado, isso pode ser feito segurando o ícone de qualquer app por alguns segundos e pressionando em seguida o botão vermelho que aparece em todos eles — ou seja, o procedimento não é muito diferente de tirar um app ou WebClip da tela inicial de um iPhone, iPod touch ou iPad.

Publicidade

Mas a pergunta de um milhão de dólares é: será que eu (bom, você :-P) devo fazer isso? Teve gente que passou um tempão explicando isso para outras pessoas quando, na realidade, esse não é o maior dos problemas ao começar a usar um gadget da Apple com multitarefa. É claro que a nossa experiência com computadores também depõe a favor da máxima de que todo software deve ser encerrado após seu uso, para liberar memória e outros recursos ao sistema operacional, mas, no novo cenário que a Apple trouxe, isso não é mais necessário.

Se você está com dez ou mais apps no switcher do seu iPhone ou iPod touch, deve ser ressaltado que provavelmente nenhum deles está usando o seu hardware de forma alguma. Com exceção daqueles que usam serviços específicos do iOS para fornecer funcionalidades extras, como notificações ou coleta de localização em tempo real (os quais são bastante otimizados para os aplicativos), todos os demais estão suspensos e não consomem CPU ou bateria de nenhuma maneira.

Publicidade

Assim sendo, se não fosse por gente que acredita que isso ainda é preocupante no iOS, talvez nem eu precisasse estar falando disso agora. Um leitor do MacDailyNews chegou a perguntar para Steve Jobs via email se era preciso fechar apps no seu aparelho, e a resposta que ele recebeu deixa isso bem claro:

As pessoas não deveriam compreender multitarefa. Basta usar como foi concebido e você será feliz. Não é preciso fechar aplicativos nunca.

Por desencargo de consciência, considere menos a interface de multitarefa do iOS como um meio de fechar aplicativos e mais como uma facilidade para alternar entre todos eles rapidamente. Quando isso começar a atrapalhar o seu fluxo de trabalho (ou seja, quando muitos estiverem abertos nela, dificultando a alternação entre um app e outro), aí sim, considere fechar algum que não esteja sendo usado.

É curioso ver como a computação pessoal evoluiu de uns anos para cá: talvez a Apple não tenha percebido, mas a forma como adotou multitarefa no iOS poderia se encaixar bem no fluxo de trabalho de um computador desktop — tirando as limitações de serviços, é claro. Um dia, quem sabe…

[via TUAW]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…