Temendo oferta insuficiente, analista reduz estimativa de vendas do iPhone para o Q2 2010

iPhone 4 deitado de lado

No trimestre passado, era o iPad que estava dando trabalho para a Apple com relação à diferença entre oferta e demanda, mas, a partir deste mês, quem deverá fazer isso é o iPhone 4, segundo um analista da Kaufman Bros.. Ele reduziu sua estimativa de vendas do novo smartphone da empresa em 1,5 milhão de unidades (de 9 milhões para 7,5 milhões) no último trimestre, que terá seus números de vendas oficialmente anunciados pela Maçã no final de julho.

Publicidade

Caso isso aconteça, será uma redução bastante grande no volume de vendas em relação ao trimestre anterior, quando a Apple vendeu 8,75 milhões de iPhones. Embora ela tenha mantido o antigo modelo 3GS por US$100 (reduzindo sua capacidade de armazenamento para 8GB, é bom lembrar), a maioria absoluta dos usuários deverá ser atraída ao iPhone 4, que não está com uma produção estabilizada devido à oferta limitada de componentes e à forte demanda inicial ao redor do mundo.

Enquanto esses problemas persistirem, normalizar a distribuição do novo aparelho será difícil, mas a Kaufman ainda acredita que isso acontecerá dentro da promessa do terceiro trimestre, cujas vendas de iPhones deverão subir para 10,5 milhões de unidades. Na melhor das hipóteses, a Apple fechará 2010 com mais de 40 milhões de celulares vendidos — enquanto o segmento de tablets, que teve sua produção ampliada para 2,3 milhões no último mês, deverá ultrapassar os 10 milhões de unidades vendidas.

[via Fortune Tech]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…