O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Relatório da Secunia aponta produtos da Apple como campeões em quantidade de vulnerabilidades

Mas, para começo de conversa, deixemos bem claro que “quantidade” não reflete necessariamente “qualidade”. Em seu primeiro relatório semestral, a Secunia procurou abordar os últimos cinco anos de vulnerabilidades em software, provendo ainda um panorama para 2010 com base em informações dos seis primeiros meses do ano.

Publicidade

Um dado espantoso é que os produtos da Apple acumularam a maior quantidade de bugs no final da meia década de acompanhamento. Atrás da Maçã ficaram Oracle, Microsoft, HP, Adobe, IBM, VMware, Cisco, Google e Mozilla. Confira um gráfico com a evolução dos dados:

Apple (iTunes, Quicktime), Microsoft (Windows, Internet Explorer) e Sun Microsystems (Java, agora da Oracle) consistentemente ocuparam as posições do topo durante os últimos cinco anos, com a Adobe (Acrobat Reader, Flash) juntando-se ao grupo em 2008. O ranking mostrado [acima] não indica a real segurança (ou falta dela) entre os diferentes fornecedores de produtos; ele mostra, sim, que vulnerabilidades continuam a ser descobertas em quantidades significativas em produtos até mesmo dos maiores e mais populares fornecedores, incluindo aqueles que empregam recursos significantes na melhoria da segurança de seus produtos. [nosso destaque]

Daí podemos concluir que, apesar de bugs existirem, eles não necessariamente representam ameaças graves. O gráfico acima e à direita aponta o nível de risco das vulnerabilidades entre todos os fornecedores pesquisados: note que a grande maioria delas se distribui entre bugs de risco “moderado” ou “baixo”. Você pode baixar o relatório completo aqui (PDF; 911KB).

[via Macsimum News]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
T-Mobile logo

T-Mobile deverá ser a segunda operadora a comercializar o iPhone nos Estados Unidos, e não a Verizon

Próximo Artigo

Novas funções de sincronização de dados em múltiplos computadores são destaque do futuro Chrome 6 [atualizado]

Posts Relacionados