O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Saiba como a Apple alimenta seu banco de dados de bases Wi-Fi para geolocalização

Core Location

Aos engajados/interessados em LBS (Location-Based Services), a notícia que correu a web ontem foi uma bomba: desde o iOS 3.2, a Apple não utiliza mais a base de dados da Skyhook Wireless para determinar a localização de usuários no iPhone a partir de bases Wi-Fi. Desde então, ela faz isso com base em recursos próprios.

Publicidade

Core LocationA informação fora divulgada pela companhia na carta de resposta a deputados norte-americanos, mas só veio à tona ontem. Curiosamente, ela destaca nas páginas 6 e 7 do documento como realiza essa coleta de dados — conforme destacou o TUAW e nos chamou a atenção o leitor José Navas Júnior.

A coisa é muito simples (e, por isso, fantástica): todos os usuários de iPhones com o firmware 3.2 ou superior e Wi-Fi ligado contribuem diariamente na alimentação desse banco de dados da Apple. Isso porque o processo é feito automaticamente, em plano de fundo: a cada 24 horas, o iPhone envia um lote de informações de torres de telefonia celular e pontos de acesso Wi-Fi, com suas respectivas coordenadas geográficas (GPS), para os servidores centrais da Apple.

Em outras palavras, tudo o que a Skyhook sempre se esforçou para fazer manualmente é feito por todos os donos de iPhones, automaticamente. O sistema operacional coleta esses dados sempre que você liga o aparelho e/ou utiliza um app de geolocalização, como o Google Maps. Para evitar consumo de dados não-autorizado pelo usuário, esses lotes só são enviados para a Apple quando uma conexão Wi-Fi está disponível.

Bacana, hein? 😉

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Desktop com o iMacPad

Faça você mesmo: adapte um pé de iMac para seu iPad

Próximo Artigo
Logo da Valve miniatura

This was a triumph: Valve libera parte de seus códigos gráficos para melhorar jogos no Mac

Posts Relacionados