O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Uso de Macs em universidades cresce assombrosamente, para horror da Microsoft

O calouro de hoje é o empresário de amanhã, e não é preciso usar uma bola de cristal para saber que a geração de estudantes que hoje lota as salas das universidades substituirá, eventualmente, a geração de homens e mulheres de negócios que comandam grandes empresas. Daí é interessante notar o quanto a preferência dos universitários por Macs tem crescido nas instituições de ensino superior estadunidenses.

Publicidade

Trip Chowdhry, analista da Global Equities Research, divulgou ontem numa nota a investidores que 70%(!) dos calouros estão entrando nas universidades com Macs — um percentual muito superior aos 10–15% de um ano atrás. Estranhando este número assombroso, Horace Dediu (garoto prodígio de gráficos e números) resolveu investigar mais a fundo a situação da Maçã no ensino superior.

Segundo ele, uma proporção mais apurada seria de 50% em universidades particulares (os 70% relatados por Chowdry seriam provavelmente de escolas da Ivy League), enquanto instituições públicas teriam cerca de 20% dos seus calouros chegando com Macs.

Publicidade

Indo um passo adiante, Dediu analisou a taxa de adoção em determinadas escolas, chegando a valores que mostram uma verdadeira quebra de paradigma em termos de computação universitária: a George Fox University, por exemplo, em 2006 desencorajava os estudantes a comprarem Macs, e hoje eles são a única opção oferecida; o percentual de computadores da Maçã nas mãos de calouros em Princeton quadruplicou de 2003 (10%) para 2007 (40%); a Academia da Guarda Costeira deixou de ser um local livre de Macs em 2008 para tê-los em 50% das mãos, atualmente (com a opção de estudantes trocarem Dells por Macs com direito a subsídio).

Todo ano a Apple promove liquidações de volta às aulas, nas quais
a compra de um Mac gera descontos para a aquisição de iPods.

Estes são apenas alguns dos números, mas eles já indicam problemas a longo prazo para a gigante de Redmond e suas parceiras na produção de PCs com Windows. Como bem disse Chowdhry, “[…] nossa pesquisa indica que a Microsoft encontra-se incapaz de conectar-se à nova geração de usuários”. Se os estudantes de hoje preferem usar Macs, não será de espantar quando os empresários de amanhã adotarem sistemas da Maçã em suas companhias.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Novo teclado da Logitech

Logitech apresenta novos mouse, teclado e headsets específicos para gamers

Próximo Artigo
Camiseta da Apple Store, Ópera - França

Quer concorrer a uma camiseta da Apple Store, Opéra, de Paris? ;-) [atualizado 2x]

Posts Relacionados