O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Dica de leitura: do PADD de “Star Trek” ao iPad

PADD, de Star Trek: The Next Generation

Se existe uma tecnologia que realmente parece saída dos filmes de ficção científica, são as interfaces sensíveis ao toque (note que eu não falei “telas” porque é preciso mais que o hardware para a magia acontecer; como diria Walt Mossberg, “É o software, estúpido!”). Mas hoje eu fiquei sabendo que uma das primeiras aplicações de gadgets controlados por uma “tela consciente” é fruto de limitações de orçamento. 😛

Publicidade

PADD, de Star Trek: The Next Generation

É curioso imaginar que a USS Enterprise poderia ser repleta de botões, alavancas e controles físicos, mas a falta de dinheiro fez a criatividade cuidar da situação: os controles da nave passaram a ser as próprias telas, com apliques coloridos e efeitos de pós-produção.

Num artigo brilhante do Ars Technica, três dos envolvidos com a produção de arte em “Star Trek” (Michael Okuda, Denise Okuda e Doug Drexler) contam esta e outras histórias dos bastidores desta série marcante e expõem suas impressões acerca da tecnologia de hoje (spoiler: computadores da IBM eram um porre, mas o Macintosh salvou o dia), mais especificamente o iPad (spoiler: é mágico!). Qualquer semelhança dele com o PADD (Personal Access Display Device; ilustrado acima) é mera coincidência. 😉

Há muitas coisas interessantes no texto completo, mas creio que uma frase de Michael Okuda reflete bastante o tom geral: “Conforme os aparelhos ficarem mais poderosos, tenho esperanças de ver as coisas sendo consideradas em relação ao tempo do usuário e a curva de aprendizado, em vez da força bruta da máquina.” Em outras palavras, menos gigahertz, mais mágica.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
LCD do novo iPod touch?

Gruber solta mais uma nas entrelinhas: novo iPod touch chegará "dentro de algumas semanas"

Próximo Artigo
Ícone do Adobe Flash Player

Adobe libera oficialmente nova versão do Flash Player para Mac com aceleração de H.264 via GPU [atualizado]

Posts Relacionados