Vagas de emprego indicam que Apple está preparando uma invasão musical na Europa

Bandeiras de países europeus

O que a concorrência não faz? O TechCrunch analisou uma vaga de emprego na Apple para gerente de relações com gravadoras na Europa e chegou à conclusão de que contratações como essa indicam que a Maçã já estaria procurando uma forma de rebater o sucesso que a Spotify tem feito por lá. A Spotify tem um app que permite a donos de iPhones/iPods touch ouvir e salvar músicas por uma taxa mensal — e dentro de acordos com os donos da música, ao contrário do Grooveshark.

Publicidade

Bandeiras de países europeus

Faz um certo sentido, se combinarmos isso com os rumores de que o iTunes eventualmente vai parar nas nuvens: um serviço de streaming precisa de licenças diferentes das de uma loja, ergo, serão necessárias muitas negociações para que as gravadoras e os selos musicais não queiram as almas dos clientes da Maçã em troca de um sistema dessa natureza.

Ok, mas licenças pan-europeias ainda não são a coisa mais comum do mundo. Por isso, o pessoal do iPodNN acredita que essas vagas de emprego teriam a ver não com concorrência direcionada a essa ou aquela empresa, mas com uma padronização de acordos que cubram todo o continente, em detrimento de contratos localizados, segundo os quais países vizinhos têm acesso a catálogos completamente diferentes. Como estamos falando da Europa, “países vizinhos” muitas vezes significa uma distância de “30 minutos de bicicleta”, o que é um inferno para os consumidores. Aliadas à Apple nesta iniciativa, temos Amazon.com, Nokia e outras empresas — bem como toda a torcida do Manchester United. 😉

Num caso ou no outro, pelo visto a Apple está de olho no Velho Mundo e quer cada vez mais fortalecer seu negócio musical por lá.

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…