O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Flurry diz que In-App Purchases fazem ganhos com publicidade parecerem nanicos; Android não morre de inveja

Publicidade e In-App Purchases - Flurry

Num relatório divulgado pela Flurry, a empresa de análise mostra uma curiosa, ainda que esperada, prevalência de lucros via In-App Purchases em relação a publicidade. Os aplicativos estudados para chegar ao gráfico abaixo foram de redes e jogos sociais, cobrindo cerca de 2,2 milhões usuários por dia.

Publicidade

Publicidade e In-App Purchases - Flurry

Como é possível notar claramente, enquanto a renda gerada por publicidade se manteve constante, a movimentação de dinheiro real com a venda de itens virtuais praticamente só cresceu. Não é nada espantoso, dado que já temos casos e mais casos de desenvolvedoras de jogos que se sustentam apenas vendendo bits (vide ngmoco:) e Zynga). Michael Pachter, analista da Wedbush Morgan Securities, acredita que em 2010 será movimentado US$1,6 bilhão só em jogos sociais, valor que poderá saltar para US$4 bilhões em 2013.

A relutância de grandes empresas de publicidade para aceitar o mercado móvel como um veículo de divulgação promissor seria o principal fator a explicar o não crescimento de ganhos com publicidade nesses tipos de app. O crescimento constante da audiência, porém, eventualmente as fará mudar de ideia — mas só Deus sabe o quanto os desenvolvedores já terão lucrado até lá vendendo espadas, roupas e artigos de decoração que não existem de verdade.

Publicidade

Enquanto isso, o Android não oferece In-App Purchases, o que pode ser mais um fator a provocar relutância em alguns desenvolvedores e até usuários. Afinal de contas, o negócio do Google é publicidade — e pelo visto as coisas vão muito bem, obrigado.

[via 9 to 5 Mac]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Ícone do Usher

Usher, da Many Tricks, promete ser "o iTunes dos vídeos" para Mac

Próximo Artigo
Dirk Meyer, CEO da AMD

CEO da AMD é mais um que reconhece que o iPad está afetando o mercado de notebooks

Posts Relacionados