O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Segundo a Distimo, a App Store tem agora mais de 300 mil apps

Distimo Report

Depois de este marco ser anunciado com um pouco de controvérsia e a Apple comentar sem muito alarde o número de apps na sua loja, parece que agora é possível dizer sem medo que a App Store tem mais de 300 mil aplicativos à venda. Ou não.

Publicidade

Número de aplicativos na App Store - Distimo

Num relatório liberado hoje pela Distimo, um dos dados levantados é a quantidade de apps à venda nos Estados Unidos. Apesar de contar apps universais como duas coisas diferentes, esta categoria só compreende 7% do total — o que retiraria uns 10,5 mil apps da conta. Outros 7% são títulos exclusivos para a tablet da Maçã, enquanto 86% se dividem entre os gadgets menores (iPhones e iPods touch). Que fique claro, porém: isso é relativo somente aos EUA; se somarmos os apps disponíveis exclusivamente em lojas internacionais, é capaz de os números serem diferentes.

Distribuição de apps entre iPhone e iPad - Distimo

Em meio a essa polêmica de quantidade de apps, tanto os consumidores quanto a Apple saem perdendo: com essa quantidade avassaladora de aplicativos, muito da qualidade acaba ficando de lado e caindo no esquecimento. Levando em conta que o sistema de busca e descoberta da App Store não é dos melhores, é complicado encontrar algo relevante.

Publicidade

Mas, sabe como é, a Maçã e o Google entram numa espécie de disputa de garotos no vestiário e agora cada uma fica querendo provar pro mundo que tem “MOAR APPS!!!1!1!!ONE!!!1” que a outra. Alguém vai ter que quebrar esse ciclo um dia, ou vamos acabar com mais apps do que habitantes na Terra. Sério: a população de apps pulou de 200 mil para 300 mil em cerca de seis meses. Onde vamos parar, se continuar assim?

Preços dos apps no iPhone e iPad - Distimo

Quanto a preços, o iPad continua apresentando uma tendência de ter software um pouco mais caro que o iPhone, como vemos pelo gráfico acima. As maiores diferenças ficam na quantidade de apps que custam até US$1 (muito mais raros na tablet) e nas faixas superiores de preços (muito mais frequentes no iPad).

Preços médios na App Store - Distimo

Entre abril e outubro o preço médio de um app para a tablet subiu 14,5%, indo de US$4,34 para US$4,97; os apps para iPhone também ficaram mais caros em média, subindo de US$3,94 para US$4,03, o correspondente a 2,3% no mesmo período. Vale salientar que, na lista dos 100 apps mais baixados, o preço médio dos aplicativos para iPhone (US$2,14) é bem inferior ao dos para iPad (US$5,80).

Publicidade

E o Angry Birds foi, mais uma vez, o app para iPhone mais baixado, enquanto Angry Birds HD foi o terceiro colocado no ranking do iPad. Nada mau para a Rovio, hein?

O relatório completo pode ser baixado aqui.

[via Fortune Tech]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Jogo de realidade aumentada Star Wars Arcade para iPhone transforma a sua cidade num campo de batalha

Próximo Artigo
Adesivo Tactile+Plus para iPhone

Adesivo leva sensação tátil a controles virtuais de jogos no iPhone/iPod touch

Posts Relacionados