O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

China continua (perdendo) sua luta para impedir contrabando de iPads

Mula carregando iPads

Por mais irônico que soe, gadgets fabricados por mãos chinesas estão sendo contrabandeados de Hong Kong para a China continental. Recentemente foram presas 14 donas de casa que estavam servindo de “mulas” para criminosos, carregando nada menos que 88 iPads (possivelmente todos Wi-Fi+3G) e 340 telefones celulares (não foi dito se haveria iPhones entre eles), conta o WSJ.com. Cada mulher receberia o equivalente a R$50 pelo serviço.

Publicidade

Mula carregando iPads

A tática dos contrabandistas para evitar detecção é justamente usar pessoas sem antecedentes criminais para transportar os bens, que vão desde aparelhos eletrônicos até anéis de diamante e perfumes CHANEL.

Apesar de parecer incoerente esse contrabando de iPads num país onde eles custam menos de US$100 a mais que nos EUA, o motivo é muito simples: a Apple só vende modelos Wi-Fi no país. Para desencorajar a entrada dos gadgets, o governo chinês passou a cobrar um imposto de todos que importassem iPads, mesmo os destinados a uso pessoal. Curiosamente, não houve resposta ao questionar-se se essa taxação seria exclusividade do gadget da Apple ou estendida a outros eletrônicos.

[via 9 to 5 Mac]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Maclocks para iPad

Empresa oferece case com trava de segurança para iPad

Próximo Artigo
Jawbone THOUGHTS

Aliph apresenta Jawbone THOUGHTS, seu primeiro app para iOS [atualizado]

Posts Relacionados