O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Operadoras europeias querem obrigar Apple e outras a pagarem por infraestruturas de redes

Ícone - Preferências de rede no Mac OS X

Ícone - Preferências de rede no Mac OS XVeja só, que coisa: algumas operadoras de telefonia celular europeias querem que Apple, Google, Facebook, Skype e outras paguem pelos custos extras de banda que seus produtos/serviços consomem. Esses bilhões de dólares gastos com upgrades em infraestruturas de redes deveriam ser de responsabilidade delas, segundo uma reportagem de hoje da Bloomberg.

Publicidade

France Telecom, Telecom Italia e Vodafone Group são algumas das telecoms citadas na matéria, que se sentem prejudicadas pela avalanche de conteúdos interativos/multimídia — incluindo vídeos, músicas e jogos — consumidos a partir das inovações criadas pela Apple & cia.

Evidentemente, a maior preocupação das operadoras é que seus custos operacionais se tornem maiores do que os lucros obtidos a partir da utilização de dispositivos modernos em suas redes. Curioso como a modernidade e popularidade crescente desses aparelhos está agora se transformando numa dor de cabeça, para elas.

Uma das propostas feitas pelas operadoras é que taxas sejam pagas de forma proporcional ao uso de produtos/serviços em suas redes. Curioso isso, porque os lucros obtidos com assinantes não são compartilhados em retorno, né? E o pior: consumidores também são prejudicados com planos de dados lentos e cheios de limitações.

Isso não faz sentido nenhum pra mim, sinceramente. Se for esse mesmo o caso, de infraestruturas antigas não estarem dando conta da demanda de gadgets modernos, por que diabos as telecoms ficam lutando como loucas por eles? Se não aguentam o tranco, o melhor é ficarem nos seus cantinhos.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Ícone - Skitch

Skitch finalmente deixa de ser beta e ganha novos recursos em sua versão 1.0

Próximo Artigo
Joe Belfiore - AllThingsD

Schadenfreude: nem o responsável pelo Windows Phone 7 na Microsoft acredita que vai alcançar o iPhone tão cedo

Posts Relacionados