Steve Jobs é eleito pela Financial Times como “Personalidade do Ano”

Steve Jobs - Personalidade do Ano da Financial Times

Já que a TIME resolveu dar esse título para Mark Zuckerberg (meh), a Financial Times concedeu a Steve Jobs a honra de ser sua “Personalidade do Ano” — e fizeram questão de alfinetar a escolha da outra revista.

Publicidade

Steve Jobs - Personalidade do Ano da Financial Times

Uma resposta para o muito citado aforismo de F. Scott Fitzgerald, que diz que não há segundos atos na vida americana, não poderia ser mais definitiva que esta. Quando Steven Paul Jobs apareceu em manchetes pela primeira vez, ele era mais jovem até do que Mark Zuckerberg hoje. Num tempo em que ser nerd ainda não era legal, seu papel fundamental na popularização do computador pessoal e a oferta pública inicial da Apple em Wall Street — que aconteceu quando o Sr. Jobs tinha apenas 25 anos — o tornaram o primeiro superastro da indústria de tecnologia.

Agora, três décadas depois, ele assegurou seu lugar nas principais listas de titãs da Costa Oeste que fizeram muito para moldar o mundo na virada do milênio. Seu rival de longa data Bill Gates pode ser mais rico e, em seu ápice, certamente exerceu mais influência, graças a seu monopólio sobre os software de PC do mundo todo. Mas o cofundador da Microsoft deixou o palco para dedicar sua vida e fortuna a boas ações. Agora é o Sr. Jobs quem está nos holofotes.

A reportagem cita ainda o iPad como “o ápice de uma abordagem que [Jobs] aparentemente aperfeiçoou por toda a sua carreira”, além de fazer menção a outra coisinha que ele tornou mais e mais poderosa a cada novo gadget: seu Campo de Distorção da Realidade®.

[via Fortune Tech]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…