Projeto piloto coloca 150 iPads nas mãos de professores e alunos em escola singapuriana

iPad usado em escola
iPad usado por alunas em escola nova-iorquina

Nem só as escolas de Nova York estão de olho no potencial que o iPad representa para a educação de jovens: segundo a Reuters, a Nanyang Girls High School, em Singapura, investiu cerca de US$100 mil na aquisição de 150 iPads para 140 alunas e 10 professores como parte de um projeto piloto de adoção da tablet em salas de aula.

Publicidade
iPad usado em escola
iPad usado por alunas em escola nova-iorquina

A recepção das meninas, claro, foi bastante positiva. “É muito mais conveniente”, disse uma das alunas de 14 anos. “Os professores podem nos indicar um website e nós vamos a ele imediatamente para fazer nossas tarefas.”

Uma das professoras na escola observa que “se você conversar com as garotas, vai perceber que elas praticamente não precisam de treino. Acho que a piada aqui é os professores levarem mais tempo que as alunas para se adaptar [ao iPad].” Porém, a adoção do gadget da Apple não é uma questão absoluta ou certa: a escola poderá mudar de plataforma, caso surja aparelho melhor no mercado. Além disso, serão tomados cuidados para que as alunas não acabem acessando sites impróprios ou se tornem “viciadas” na tablet.

Além da Nanyang Girls High School, em Singapura o iPad já está sendo testado como ferramenta de ensino nas escolas Tampines Secondary School, Nanhua Primary School e Dunman Secondary School.

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…