O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

A Apple ama a China — e conseguiu números para provar que o sentimento é recíproco

Receitas da Apple na China - Fortune Tech

Ver o gráfico abaixo dá a sensação de que um ciclo finalmente se fechou: depois de anos fabricando iProducts para o mundo inteiro, a China agora os está consumindo em quantidade. O Fortune Tech foi fundo ao avaliar o que está acontecendo no Oriente: as receitas da Apple na Ásia e no Pacífico durante o último trimestre somaram US$2,6 bilhões, ou quatro vezes mais que no mesmo período do ano passado, e boa parte desse dinheiro provém da terra dos dragões.

Publicidade

Receitas da Apple na China - Fortune Tech

Tanto crescimento não é à toa: conforme foi dito por Tim Cook durante a última conferência de resultados, dos países BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China), a China tem prioridade máxima, e isso inclui os planos de abrir 25 Retail Stores ao longo dos próximos dois anos.

Por que tanto investimento? Katy Huberty, da Morgan Stanley, avalia que há um mercado potencial de 50 milhões de chineses da classe média, os quais são bastante interessados em smartphones e na marca Apple. Isso se confirma quando levamos em conta que as quatro lojas abertas pela Maçã no país foram as que mais atraíram tráfego e geraram receitas no trimestre passado — mais até que a loja da 5th Avenue, considerada a mais famosa do mundo.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
iPhone 4 branco

Eu quero acreditar: iPhone 4 branco aparece em listagens da AT&T [atualizado]

Próximo Artigo
Patente de teclado com reconhecimento de gestos

Patenteie para travar: teclado que reconhece gestos, conectores amigáveis e GarageBand

Posts Relacionados