O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Nem tudo são flores para o The Daily, que começa a receber críticas pesadas [atualizado]

Ícone do The Daily

The Daily carregandoO parágrafo seguinte, escrito por John Gruber, do Daring Fireball, descreve a sensação de receber uma edição nova do The Daily, periódico da News Corp. criado especificamente para o iPad. Prepare-se, pois é tenso:

Publicidade

Imagine um jornal que é embalado em um envelope tão difícil de abrir que leva mais de um minuto para você poder ver a primeira página da edição. Quem compraria esse jornal?

O problema que essa ótima analogia ilustra é que o app do The Daily leva cerca de 80 segundos* para carregar as notícias do dia — o que significa que, ao inicializar o app, um usuário tem que ficar olhando para a tela ao lado por 1 minuto e 20 segundos. Tente fazer isso agora e pense no quanto seria legal repetir esse ritual toda manhã.

Dá pra inicializar o app e ir preparar uma xícara de café — ou ovos e bacon, dependendo da velocidade da sua internet. Isso é um problema, e dos grandes, ainda que não seja exclusividade do The Daily: Nick Bilton, do New York Times, experimentou pegar o carro e ir à banca comprar uma edição impressa da revista WIRED enquanto a edição digital carregava no app. A versão de papel ganhou.

Uma verdade inconveniente é que o iOS poderia solucionar esse problema com um sistema de download de conteúdo em plano de fundo, mas em sua versão atual ou na próxima atualização não há sinal nenhum de que isso vá acontecer. Diante dessa dificuldade, em vez de aceitar a demora como um fato da vida, os criadores desses apps deveriam procurar formas de tornar a experiência dos usuários superior.

Publicidade

Gruber cita o Flipboard como um exemplo de boa execução: o app é cerca de dez vezes mais rápido que o The Daily para mostrar alguma coisa ao usuário. Uma saída para o app da News Corp. poderia ser, quem sabe, mostrar parte do conteúdo enquanto os recursos mais avançados carregam em plano de fundo, ou apresentar um índice da edição que está sendo baixada… tecnicamente, qualquer coisa é melhor que uma tela de “Loading…” que nem barra de progresso parece ter.

Dá pra piorar? Dá: Tom Reestman, do The Small Wave, conta que até o som de inicialização do app é rebelde e se recusaria a silenciar, mesmo quando o iPad está mudo. Além disso, Reestman se queixa da lentidão generalizada e da interface gráfica, que seria confusa e inconsistente.

Publicidade

Note como o carrossel de matérias engasga nesta simulação — é bem pior na realidade.

O SAI destacou ainda alguns problemas mais essenciais a algo que se propõe substituir um jornal do século XXI: o texto tem sempre a justificação forçada, não pode ser nem redimensionado, nem selecionado. “Na verdade, parece que os textos no The Daily nem mesmo são textos, mas imagens enormes, de tela cheia, da mesma forma que em muitas revistas para iPad”, disseram.

Que o app precisa de uma atualização urgentemente, isso ficou claro quando ele travou no meio do evento de lançamento, mas talvez ela deva ser um pouco mais ampla e revolucionária do que pensávamos.

Publicidade

* Levando em consideração que o Gruber provavelmente tem uma conexão Wi-Fi muito melhor que a sua, imagine o quanto você não teria que esperar para ler as notícias do dia!

Atualização (6/2 às 22h50)

O The Daily pode estar longe de ser um exemplo de perfeição, mas os responsáveis por ele não parecem estar dormindo no ponto. Em um post publicado hoje, 6 de fevereiro (um domingo — nada mau, hein?), a equipe agradece pelo feedback que tem recebido e promete melhorias. Só posso dizer duas coisas para isso: amém e go, News Corp., go! 🙂

Uma delas, por sinal, bem que poderia ser esta turbinada que Loren Brichter deu no carrossel de notícias do periódico:

[blackbirdpie id=”33409769964306432″]

Compare esta performance com a do vídeo mais acima.

Bom saber que, enquanto o Twitter for Mac sofre com um bug ao interagir com Spaces, seu criador está otimizando o código dos projetos alheios. :-/

Por falar em otimizar, eu acredito que “pôr mais hardware” não deve ser a resposta para todos os problemas: qualquer programador de ponta de esquina consegue fazer um programa que seja um resource hog, mas é preciso talento e profissionalismo de verdade para usar bem os recursos de uma máquina, por mais escassos que eles sejam, e entregar um excelente produto final.

Mais ou menos como a Apple fez com o primeiro iPhone e deixou o povo da RIM chocado.

[via Daring Fireball: 1, 2]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Jornal gaúcho Zero Hora ganha app especial para iPad

Próximo Artigo
Dragon Age 2

Dragon Age 2 chegará para Mac OS X em 8 de março

Posts Relacionados