Concord Securities: Apple terá vendido 1,8 milhão dos novos MacBooks Air até o fim de março

Estimativas traçadas por Ming-Chi Kuo, da Concord Securities, com fornecedores de componentes na Ásia indicam que o primeiro trimestre de vendas dos MacBooks Air desde sua última atualização pode ter sido prodigioso. Kuo calcula que cerca de 1,1 milhão de unidades dos novos notebooks ultrafinos da Maçã foram vendidas no último trimestre de 2010, tendo sido responsáveis por quase 25% das vendas de Macs no período.

Publicidade

Como seria de se esperar, os números do primeiro trimestre de 2011 são um tanto mais baixos, com previsões de vendas de aproximadamente 700 mil MacBooks Air. Contudo, a atualização dos MacBooks Pro deverá mais que compensar essa queda natural e ajudar a Apple a quebrar mais um recorde em vendas, com 4,5 milhões de Macs. O mais impressionante vai ser se ela for a única fabricante de computadores a registrar um crescimento sequencial neste trimestre — algo perfeitamente plausível, para Kuo.

Com uma recepção desse naipe, é de se esperar que a concorrência capte a mensagem e dê início à transformação de todos os computadores portáteis voltados para consumidores em máquinas mais semelhantes aos Airs. Eventualmente só os notebooks mais parrudos (“desktop replacements”, como os MacBooks Pro de 17 polegadas) vão ter HDDs superespaçosos e drives ópticos: os usuários comuns certamente vão preferir as vantagens de SSDs e baterias maiores em aparelhos mais finos, leves e (por que não?) bonitos.

[via AppleInsider]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…