O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Problemas na produção de componentes para o iPad 2 continuam após desastre no Japão

iPad 2 desmontado pela iSuppli

Embora esteja à procura de mais empresas para fornecer componentes usados na produção de iPads, a Apple não parece ter tido muito sucesso até agora, pois diversas fabricantes na Ásia ainda sofrem com os efeitos do terremoto que abalou o Japão em meados de março. O DigiTimes relata que a Maçã continua com dificuldades para obter peças de várias regiões prejudicadas pela catástrofe e está com pressa para alternar a fonte delas para a China ou Taiwan.

Publicidade

iPad 2 demonstado por iSuppli

A Cvilux foi uma das últimas empresas taiwanesas a receber pedidos da Maçã, mais precisamente conectores a serem usados no iPad 2. Ainda que as mudanças de planos sejam benéficas para a lucratividade das pequenas companhias, elas também diminuem as chances de a Apple conseguir suprir a demanda pela sua tablet em pouco tempo.

Há ainda outros componentes que poderão vir de fora do mercado japonês, incluindo bússolas digitais, painéis de vidro e baterias. A Maçã é capaz até de arcar com os custos para contratar novas fornecedoras, mas o tempo de entrega dos pedidos ainda pode prejudicar a montagem de tablets.

Publicidade

Hoje é o dia em que a Apple apresentará seus resultados financeiros referentes ao seu segundo trimestre fiscal deste ano e, apesar de não existir uma forte dúvida sobre os números das vendas, analistas estão preocupados com o lucro que a companhia apresentará devido ao aumento nos custos operacionais. Especialistas consultados pela Bloomberg sugerem uma queda de pelo menos 3,5% nas margens, causada pelas mudanças entre fornecedores da Maçã.

Os componentes com maior chance de afetar a lucratividade da Apple são as memórias NAND flash de 64GB, usadas não apenas em iPads, mas também em MacBooks Air e iPods touch. Estima-se que o preço delas tenha subido 13%.

A dependência do mundo pela produção global de eletrônicos na Ásia nunca foi tão preocupante quanto agora, especialmente com relação à Maçã e o sucesso assombroso dos seus poucos produtos. Não seria espantoso, portanto, caso a escolha do Brasil para a montagem de iPads também estivesse ligada a esse tema: provavelmente, certos componentes para eles também poderão ser produzidos por aqui.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Logo da Fnac

Fnac realiza promoção com descontos de até R$200 em iPads de primeira geração

Próximo Artigo

Com o UpdateBar, você atualiza seu status em redes sociais direto da barra de menus do Mac OS X

Posts Relacionados