O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

asymco: Windows gera menos de um terço do lucro do iOS/Mac OS X; há “Efeitos Halo” bons e maus

Participação do Mac OS X e do iOS nos lucros da Apple - asymco

A Apple é uma empresa de computadores ou de dispositivos portáteis? Fãs antigos da empresa associam automaticamente a maçã mordida ao Mac; de uns tempos pra cá, entretanto, isso mudou um bocado. Horace Dediu, do asymco, colocou num gráfico a participação dos computadores tradicionais nos lucros da Apple e descobriu que ela vem caindo sistematicamente há anos. Contudo, em números absolutos o Mac só cresceu nos últimos anos, ultrapassando com folga o ritmo de crescimento da indústria de PCs.

Publicidade

Como explicar isso? Simples: outra coisa leva os lucros para Infinite Loop, e essa coisa atende pelo simpático nome “iOS”.

Participação do Mac OS X e do iOS nos lucros da Apple - asymco

Enquanto o Mac gera algo em torno de 20% dos lucros da Apple, os iGadgets já são responsáveis por mais de 75%. Juntas, as duas plataformas de hardware e software integrados representam 96% do dinheiro que entra nos cofres da Maçã, um total de US$9,8 bilhões só no trimestre passado.

Publicidade

Enquanto isso, em Redmond, o Windows gera menos de um terço desse lucro para a Microsoft. A comparação é algo meio “maçãs e laranjas”, já que seria preciso somar os lucros de fabricantes de PCs (como Dell, HP, Asus, etc.) para termos algo equivalente aos números da Apple, mas ela serve para ilustrar o quanto um modelo de integração vertical pode ser favorável a empresas que façam bom uso dele.

Vai ser interessante conseguir todos os dados e fazer a comparação — não é uma tarefa nada fácil, mas deverá valer a pena e trazer informações valiosas.

· · ·

iPad haloEnquanto isso, pensemos um pouco sobre o famigerado “Efeito Halo”, de que tanto se fala quando o assunto é Apple. Será que ele sempre é positivo? Não, segundo Dediu: muitas empresas usam esse fenômeno psicológico para convencer os consumidores de que um produto não tão bom é ótimo, e não de que algo pouco popular é digno de atenção. É possível diferenciar um caso do outro observando o quão duradouro o “Efeito Halo” se mostra.

Tome como analogia uma pessoa bonita. Por causa do “Efeito Halo”, observadores podem imaginar que ela seria também simpática, educada e inteligente. Se ela não for, rapidamente o halo se desfaz e acaba gerando um resultado oposto — os observadores passam a associar beleza física a antipatia, grosseria e estupidez. Contudo, caso as impressões sugeridas pelo halo se confirmem, a associação original permanece reforçada.

Depois de cinco anos crescendo mais que a média do mercado de PCs, podemos dizer que o Mac (alimentado pelo “Efeito Halo” dos iPods, iPhones e iPads) apresenta a variedade positiva ou negativa do fenômeno? Eu acho que é a positiva. 😛

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Ícone - Firmware iPhone IPSW iTunes

Apple libera iOS 4.3.3 e acaba com bugs do sistema de localização

Próximo Artigo
Logo da Lucasfilm THX

Apple teria contratado Tomlinson Holman, gênio da Lucasfilm, para trabalhar com áudio

Posts Relacionados