Graças a grandes melhorias, Spotify transforma-se em um forte concorrente europeu do iTunes

Logo/ícone do Spotify

Na madrugada de hoje, a Spotify anunciou grandes atualizações para os seus aplicativos e para o seu serviço online, capazes de transformar a empresa em uma das maiores concorrentes da Apple na venda de músicas dentro do mercado europeu. Para começar, o software desktop oferecido aos usuários do Mac OS X e do Windows agora é capaz de sincronizar iPods classic, nano e shuffle, com base na biblioteca local dos usuários.

Publicidade

Para quem está se perguntando qual o sentido disso — afinal de contas, a Spotify era até então conhecida por atuar apenas com um modelo de assinaturas via streaming —, aqui vai a segunda novidade: a empresa abriu hoje uma loja online para a venda de músicas no formato MP3. Dessa forma, seus clientes não mais ficam limitados a utilizar o melhor do programa apenas quando conectados à web, além de serem capazes de alimentar seus iPods sem conexão com a internet. O serviço funcionará com base em pacotes (bundles), que podem custar até 50 libras (cerca de R$130) para 100 músicas.

Aos donos de iPhones/iPods touch e smartphones com Android, a Spotify disponibilizou os seus aplicativos móveis gratuitamente até para os usuários não-assinantes. Os limites de uso permanecem — apenas clientes pagos podem aproveitar o catálogo da empresa de forma ilimitada —, mas qualquer um que desejar usar os seus serviços móveis terá acesso a sincronização sem fio, algo que a Apple ainda não oferece para os seus iGadgets mais modernos.

Publicidade

Com o seu arsenal de recursos concorrentes ao iTunes, o Spotify certamente entrará na lista negra da Apple, especialmente devido à presença de sincronização com iPods no seu app desktop — recurso que pode dar o que falar futuramente. No momento, o serviço já conta com mais de 9 milhões de usuários em 7 países, mesmo com a Maçã construindo barreiras para impedir seu crescimento.

[via Guardian]

Posts relacionados

Comentários