O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Enquanto algumas editoras adiam estreias na App Store, outras são só elogios pra Apple

Ícone do The Telegraph

O mercado editorial na App Store, mais especificamente no iPad, tem sido quase como a América por volta dos séculos XV-XVI: uma terra vasta e cheia de promessas (muitas das quais se cumprem!), mas também com perigos atrás de cada árvore. Hoje mais cedo comentamos o caso do The Daily, que em três meses rendeu um belo rombo para a News Corp., mas isso não parece ser o bastante para esmaecer o espírito desbravador de outras gigantes de comunicação.

Publicidade

The Telegraph no iPad

O Telegraph Media Group, por exemplo, acaba de relançar o app de seu jornal mais famoso na Europa e é só elogios a respeito da relação com a Apple. “No fim das contas, não guardamos rancor da Apple [como outras editoras] com relação ao modelo de assinaturas”, disse Edward Roussel, editor digital do TMG, conforme conta o Financial Times. “Descobrimos que ela estava pronta para dialogar conosco.”

Os pontos normalmente mais controversos das discussões entre a Maçã e editoras (os 30% das receitas que vão para Cupertino e os dados dos clientes, que nunca saem de lá) não representaram empecilho algum para a chegada do Telegraph à App Store [gratuito; 2,1MB; requer o iOS 4.2 ou superior]. A questão da repartição de receitas não é tão diferente dos custos de distribuição de material impresso (além de ser muito mais fácil para os consumidores pagarem); já no tocante às informações pessoais, resolveu-se da maneira mais simples e livre de traumas: pedindo-as diretamente aos clientes, com formulários facultativos dentro do app.

Publicidade

Enquanto isso, a Condé Nast segue navegando por mares bravios: conta a AdAge que a editora teria “pisado nos freios” com relação à ida de suas publicações para a loja da Apple. “[As nossas revistas] não estão se saindo sempre muito bem, então por que a pressa de levar todas para [a App Store]?”, teria dito um dos editores.

Por enquanto, o foco está sendo melhorar as vendas das revistas que já têm versões para iPad, além de promover aplicativos adicionais, com conteúdo que vai além do das publicações (como é o caso do Vogue Exclusive [gratuito; 1,6MB; requer o iOS 3.2 ou superior]).

Como diz o ditado: “se na primeira vez você não conseguir, continue tentando!” Pena que isso só funciona até o dinheiro acabar… eu é que não queria fazer parte da equipe do The Daily, agora. 😛

[via Cult of Mac, MacRumors]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Pasta do Microsoft Office 2008

Microsoft detecta falha crítica de segurança nas versões 2004 e 2008 do Office para Mac

Próximo Artigo
Meio logo da Apple

Apple pula da 56ª para a 35ª posição no ranking Fortune 500 de 2011

Posts Relacionados