Rumor: Apple prepara transição de laptops para processadores ARM, que ocorrerá em 2013

Processador Apple A5

Embora não seja uma verdadeira fonte de especulações sobre a Apple e seus respectivos produtos, o SemiAccurate afirma ter recebido informações de que ela possui planos para abandonar o uso de processadores Intel em futuras gerações dos seus MacBooks e, posteriormente, também fará o mesmo com seus desktops. A mudança começaria a partir de 2013, quando a ARM pretende lançar modelos de processadores com núcleos baseados em 64 bits — os quais são necessários para rodar a atual versão do Mac OS X.

Publicidade

Processador Apple A5

O desenvolvimento de soluções baseadas em projetos da ARM está bastante aquecido dentro da Apple, que adotou os modelos de processadores dos britânicos para uso logo na primeira geração do iPhone, lançada em 2007. Contudo, os investimentos pesados da Maçã e outras empresas (incluindo a própria ARM) em pesquisa e desenvolvimento deverão eliminar os grandes desafios de uma transição de Macs para a mesma arquitetura, tornando-a viável para todos os iProducts.

Contudo, ainda é preciso considerar alguns fatores antes de concluir que uma transição para ARM será o próximo grande passo da Apple no seu segmento de computadores pessoais. Primeiro, tais processadores não deverão ser capazes de lidar com computação avançada por alguns anos — talvez para laptops e desktops comuns, isso se tornará viável em menos tempo, mas a Maçã ainda fornece soluções para usuários profissionais, corporativos e em diversas áreas de ciência e tecnologia. Segundo, nenhum dos desafios existentes para isso, caso superados, dispensariam a necessidade de uma transição em massa de softwares para a nova plataforma, a exemplo do que ocorreu com a migração para Intel a partir de 2005.

Publicidade

A Apple tem muito a considerar no roadmap dos processadores Core i3, i5, i7 e Xeon; obviamente, a Intel não pretende ficar parada assistindo a especulações desse tipo. Apesar da demora em mandar uma resposta para a ARM no ramo de sistemas embarcados, a gigante dos processadores está trabalhando em uma nova tecnologia denominada “Tri-Gate”, que aumentará bastante o poder dos seus chips enquanto reduz significativamente o consumo de energia usando um design 3D. Tal design estaria três anos adiante do que a ARM ainda pretende entregar a curto prazo para empresas de semicondutores, incluindo a própria Apple.

Talvez no segmento móvel, chips como o A4 e o A5 não deixem de ser atualizados constantemente pela Maçã para uso em iGadgets, graças à experiência que ela possui em mãos para produzi-los em volume. Porém, empregá-los em desktops e laptops de alto nível exigirá um investimento muito grande em pesquisas, o que poderá ser inútil em relação ao que veremos no futuro. O jeito é esperar para ver como a Intel e a ARM se comportarão de agora em diante: quem for melhor prevalecerá — ou as duas prevalecerão, se continuarem boas nos seus respectivos segmentos principais, como agora.

[via MacRumors]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…