O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Reportagem da Fortune conta seis “causos” interessantes da Apple [atualizado]

Steve Jobs com raiva da equipe do MobileMe

Era uma vez a transição do .Mac para o MobileMe, em 2008 — alguém se lembra do caos? Os envolvidos certamente se lembram, pois eles teriam sido conduzidos ao auditório Town Hall, no campus da Apple em Infinite Loop, e levado um carão épico dado por ninguém menos que Steve Jobs em pessoa. “Vocês macularam a reputação da Apple”, teria dito o CEO. “Vocês deveriam se odiar, por terem deixado uns aos outros na mão.”

Publicidade

Steve Jobs com raiva da equipe do MobileMe

Essa é uma das várias histórias contadas por Adam Lashinsky em um artigo para a revista Fortune intitulado “Inside Apple” (“Por dentro da Apple”): após meses de conversas, entrevistas e muita pesquisa, o repórter conseguiu arrancar alguns segredos e histórias de uma das companhias mais sigilosas do mundo.

Veja só outras cinco revelações feitas por Lashinsky:

Publicidade
  1. Todo executivo que chega ao cargo de vice-presidente ouve de Jobs a parábola sobre “A Diferença entre o Zelador e o Vice-Presidente”, escrita por Buck Jacobs. Ela conta como um humilde zelador que faz seu trabalho com orgulho e reverência e um alto executivo que opera simplesmente movido a resultados chegam aos portais do Paraíso. Lá, o executivo descobre que precisa deixar todas as suas conquistas para trás, enquanto o zelador ganha o direito de receber o que cultivou em vida e mais.
  2. A responsabilização de administradores por perdas e ganhos na Apple supostamente vira o senso comum do avesso.
  3. Encontros Top 100 organizadas por Jobs teriam um efeito bastante intenso nos empregados que são convidados e nos que são deixados para trás.
  4. Um infográfico com nomes de vice-presidentes que nunca foram propagados pelo setor de relações públicas da Apple e suas relações com El Joboso.
  5. O importante papel do “esquadrão de CDFs” alistado por Jobs antes de sua licença médica mais recente.

Infelizmente, o artigo completo só é acessível para assinantes — seja da versão impressa ou do app para iPads [grátis; 1,7MB; requer o iOS 3.2 ou superior]. Em todo caso, as poucas informações que conseguimos já dão um gostinho do que acontece por trás dos bastidores na maior empresa de tecnologia do mundo.

[via Fortune Tech]

Atualização (às 18h23)

O pessoal do MacStories conseguiu entrar mais a fundo no artigo de Lashinsky e trouxe mais alguns detalhes da matéria. O sermão sobre o zelador e o executivo, por exemplo, não tem nada a ver com a parábola religiosa (mea culpa), mas sim com a distinção entre “razões” e “desculpas”: um zelador precisa apresentar razões pelas quais não fez seu trabalho, enquanto um executivo de alto escalão não sofre o mesmo tipo de demanda, podendo esconder seu desempenho atrás de desculpas.

Há várias outras pequenas informações (o Mobile Safari do iPad, por exemplo, foi feito por apenas duas pessoas) e uma bem grande: Joel Podolny, decano da Faculdade de Administração de Yale, foi contratado por Steve Jobs para cuidar da Apple University, um grupo interno trabalhando em estudos de cases a fim de preparar a Maçã para a vida após a aposentadoria de seu CEO. Quem leciona essas matérias para os empregados são os próprios executivos, como Tim Cook e Ron Johnson.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Logo - Nuance Communications

Apple estaria trabalhando com a Nuance para implementar reconhecimento de fala avançado no iOS 5

Próximo Artigo
Carretas da Rapidão Cometa na GR Jundiaí - Cristina Hautz

Rapidão Cometa já teria entregado equipamentos para a montagem de iGadgets no Brasil

Posts Relacionados