A pedido de anunciantes, Apple remove iAds de aplicativos infantis

Ícone - iAd Gallery

Ícone - iAd GalleryJá sabemos que a rede de anúncios mobile da Apple, a iAd, apesar de promissora, não emplacou lá muito bem.

Publicidade

Seja pelo custo para anunciantes ou pela fill rate baixa, em geral a publicidade altamente interativa com o selo de aprovação da Maçã tem enfrentado e gerado percalços, tanto que muitos desenvolvedores usam a iAd como “plano A” (já que paga melhor) e a AdMob, do Google, como “plano B” (já que essa não falha).

Mike Zornek, porém, conta de mais uma pedra no caminho de quem resolveu apostar nos anúncios Designed in Cupertino: a Apple estaria removendo os iAds de apps direcionados a crianças pequenas, dado que os anunciantes não têm esse segmento populacional como público-alvo.

Por um lado, é um direito dos parceiros da Apple — eles pagam caro para ter uma campanha publicitária não apenas bem-feita, mas bem direcionada. Por outro, o que houve com Zornek foi um tanto chato, pois ele só soube da mudança depois de ver a taxa de impressões dos iAds ficar em 0% por dois dias seguidos e mandar um email para o suporte.

Publicidade

Fica o alerta para desenvolvedores cujos apps dotados de iAds focarem grupos restritos: se um belo dia a fonte secar, provavelmente foi porque os anunciantes saíram à francesa.

[via MacStories]

Posts relacionados

Comentários