O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Furiosas com o Google sobre o Music Beta, algumas gravadoras deverão se aproximar bastante da Apple

Google Music Beta

Como base no que vimos até agora, após o Google lançar o Music Beta nos Estados Unidos, a algumas gravadoras restou apenas a esperança de que a Apple as beneficie com sua estratégia musical na nuvem, mas para outras, segundo o Hollywood Reporter, a coisa não está tão passiva assim. Pelo visto, a gigante de buscas ganhou alguns desafetos entre representantes de artistas, que esperavam ter ganhos financeiros com o serviço oferecido para usuários do Android e através da web.

Publicidade

Google Music Beta

Por meio do Music Beta, usuários montam suas bibliotecas na nuvem com base no conteúdo que já possuem, então eles já pagaram (ou deveriam ter pago) a parte das gravadoras. Dentro desses termos, não há muito o que o Google precise fazer em termos de licenciamento: seu novo serviço é uma comodidade a mais para o mundo, porém uma oportunidade a menos para as gigantes da música ganharem dinheiro.

Além disso, as gravadoras esperavam que o Google aplicasse restrições ao seu índice de buscas, visando reduzir o estímulo à pirataria e promover seu próprio serviço na nuvem. No entanto, nada mudará com relação a isso, e o pior: a gigante de buscas não está nem aí para a proveniência das músicas de seus clientes.

Pelo visto, muitas das gravadoras que agora estão insatisfeitas com o Google esperavam um rival forte para o iTunes. De fato, ele veio, mas muita gente que apostava lucrar com essa concorrência entre empresas de tecnologia tem agora outro pensamento: eles já preveem que a Apple lançará seus serviços na nuvem para engolir os concorrentes com o aval das gigantes da música. Dependendo de como ela agir, é bem provável que isso aconteça, mesmo…

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Crescimento do iPhone - via asymco.com

Análise: estaria mesmo o iPhone em crescimento desacelerado?

Próximo Artigo
Fábrica da Foxconn

Embora Foxconn negue rumores, Jundiaí já começa a se mexer e providenciar mão de obra local

Posts Relacionados