Agências do governo norte-americano migram para iGadgets e Google Apps

Obama com iPad na mão

O governo dos Estados Unidos vem aproveitando a popularização de smartphones e tablets para modernizar suas principais agências federais e, tomando como referências iniciativas anteriores, baseou sua estratégia nos produtos da Apple, conforme mostra o Washington Post. Muitas delas, segundo o jornal, já adotaram iPhones como substitutos aos antigos BlackBerries, além de estudarem meios para aplicar iPads internamente com aplicativos personalizados.

Publicidade

Obama com iPad na mão

O mais legal dessa iniciativa é que ela agrega a eficiência e a flexibilidade dos gadgets da Maçã ao alto custo/benefício do Google Apps, que proporcionou diversos cortes nas despesas sem comprometer a qualidade dos serviços de comunicação usados diariamente. O Congresso dos EUA permite o uso de iGadgets por qualquer funcionário, enquanto autarquias mais restritas, como a ATF, prometem levá-los para mais de 100 agentes no decorrer deste ano.

Para cuidar da implantação dos novos aparelhos e sistemas, a Agilex foi uma das empresas contratadas. Segundo o Washington Post, a demanda pelos serviços da companhia cresceu bastante com o seu sucesso entre agentes e funcionários do governo.

Muitos políticos dos EUA, incluindo o presidente Barack Obama, eram conhecidos no passado por usar BlackBerries, mas o jornal conta que a Research In Motion (RIM) falhou ao não oferecer a eles os aplicativos que hoje podem ser construídos para iGadgets. Não é à toa que o próprio Obama é visto para cima e para baixo com um iPad 2, conforme mostra a foto acima, direto da Casa Branca.

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…