O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

O melhor lado do iCloud é aquele que você não vê — mas isso está gerando tensão por aí [atualizado]

Ícone do iCloud

Ícone do iCloudDizem por aí que design bom é aquele que some. Creio que o mesmo possa ser dito sobre serviços de computação na nuvem: você não tem que pensar neles, eles precisam apenas funcionar. Na verdade, quanto menos você pensar neles, melhor. Essa parece ser a ideia central por trás do iCloud: um serviço que você logo vai esquecer que existe, pois ele não vai estar em lugar nenhum — mas estará em toda parte, ao mesmo tempo, só que invisível.

Publicidade

Salve um documento no Pages do iPad. Abra o Pages no iPhone, o documento está lá, onde você pode editá-lo. Vá para o Mac, e o documento já editado estará lá para receber os toques finais (ou pelo menos assim espero, sem precisar daquele inferno com o iTunes). Volte pro iPad, e você já pode imprimir a versão final desse documento.

Quantas vezes foi preciso pensar “Agora eu vou mandar esta versão pro iCloud”? ZERO.

Agora pense “email”: você pode acessar suas mensagens do Mac, de um iPod touch, de um iPad… mas e se você quiser fazer isso no PC Linux de uma amiga? Joshua Topolsky, do This is my next…, teme que tal coisa não venha a ser possível. Ele acredita que, uma vez que o iCloud vá ao ar em 1º de julho, os web apps do MobileMe vão sumir e nada vai ocupar o lugar deles. Se você não tiver um aparelho da Apple para acessar suas mensagens, elas vão ficar na nuvem, inacessíveis. Se não for através de um Mac ou iGadget, o documento do exemplo acima vai morrer sem ser impresso.

Publicidade

O Topolsky é meu ídolo, mas acho que ele pode estar equivocado no caso do email, e o MacRumors tem uma boa peça de evidência para mostrar isso. O que acontece quando você envia um convite do iCal para um amigo? Isto acontece:

Convite de calendário do iCloud

Ele recebe um convite exatamente igual ao do MobileMe, exceto pelo domínio icloud.com e pela marca nova. Isso quer dizer que o acesso a emails, calendários e contatos via web apps vai deixar de existir? Não parece ser o caso, e MG Siegler pensa o mesmo. A possibilidade de acessar um documento, porém, ainda é um tanto incerta.

Publicidade

O “problema” é que a Apple gosta demais de aplicativos nativos para deixá-los em segundo plano. Talvez estejamos num momento em que o foco da Maçã é mostrar o quanto o iCloud funciona maravilhosamente bem com apps nativos, de forma que você nunca precisa nem mesmo pensar nele. Posteriormente, acredito que as atenções se voltem um pouco para os web apps — que deverão continuar exatamente como são, exceto pela marca que aparece neles. A respeito disso, o iWork.com tem tudo para florescer com uma chuvinha mandada pela nuvem do iCloud.

Se for diferente, bem… eu acho que o Google vai ter uma bela chance de mostrar sua especialidade: web apps ricos e completos, que podem ser acessados de qualquer computador.

Atualização por Rafael Fischmann (14/6 às 13h10)

Tanto John Gruber, do Daring Fireball, quanto Jim Dalrymple, do The Loop, acreditam que o iCloud terá web apps tanto quanto o MobileMe, hoje em dia — se muito, melhores e mais bonitos que os de hoje.

A Apple só não demonstrou/falou sobre isso na keynote da semana passada porque não é nada de novo ou tão bacana que mereça ser destacado.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Ícone - Revista Metro Quadrado

Focada no mercado imobiliário, revista baiana Metro Quadrado ganha versão para iPad

Próximo Artigo
Garotinha usando iPad em avião

iPads estariam entre os dispositivos que mais interferem em sistemas de aeronaves [atualizado]

Posts Relacionados