O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Veja a que ponto chegaram as técnicas dos contrabandistas de iGadgets

Camelôs e feiras de produtos contrabandeados que encontramos no Brasil na grande maioria das vezes têm sua origem na China, e a coisa ocorre de forma semelhante em diversos outros países. Mas até mesmo dentro da terra do rolinho primavera os contrabandistas encontram formas de lucrar, visto que há diferenças significativas de impostos entre a China continental e Hong Kong.

Publicidade

O M.I.C gadget conta em reportagem que um grupo de contrabandistas foi preso há alguns dias por autoridades chinesas, após serem descobertos com um esquema bastante inusitado: do alto de um prédio em Shenzhen, eles atiraram (sim, com uma espécie de besta) uma corda de 300 metros pelo ar que ficava presa a uma casa do outro lado da fronteira, passando sobre o rio Sha Tau Kok. Assim, os produtos podiam ser “transportados” de um lado para o outro dentro de sacolas pretas de náilon.

Entre mais de 100 iPads 2 e iPhones 4, a polícia confiscou cerca de 300 mil yuans chineses (quase R$75 mil) em produtos contrabandeados — e ninguém sabe ainda há quanto tempo esse esquema funcionava.

Vai ser criativo assim lá na Cochinchina! 😛

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Streaming do iTunes para Apple TV

CNET afirma que serviço "iTunes Replay" ainda não estaria de fato saindo do forno

Próximo Artigo
iPad em gráfico de vendas de PCs

Analistas: iPad poderá dominar segmento de tablets por muitos anos e ajudar a Apple como um todo no mercado de PCs

Posts Relacionados