O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Mais uma reportagem corrobora informação de que só teremos um iPad nacional em 2012 [atualizado]

iPad brasileiro indo mal

Correspondendo ao que dissemos há dois dias e contrariando as declarações feitas ontem pelo ministro Aloizio Mercadante e representantes de Jundiaí, o Sindicato dos Metalúrgicos de Jundiaí teria afirmado hoje ao jornal O Globo que a produção nacional de iPads de fato não ocorrerá antes de 2012.

Publicidade

iPad brasileiro indo mal

A grande novidade da reportagem, porém, é que apesar desse atraso nas tablets é possível que já a partir do mês que vem uma das unidades da Foxconn em Jundiaí inicie a produção local de iPhones e iPods(!).

A entidade está monitorando a seleção de 800 funcionários que deverão começar a produzir o celular iPhone e o iPod (tocador de música) a partir do próximo mês.

Vice-presidente do sindicato, Evandro de Oliveira Santos nega que tenha havido alguma mudança de planos da Foxconn quanto aos seus investimentos programados para o Brasil, mas ele não soube afirmar o porquê do atraso na produção de iPads. “[Está bem] claro que a produção de tablets só começará no ano que vem”, disse ele.

Publicidade

A prefeitura de Jundiaí informou, por meio de sua assessoria, desconhecer o atraso na produção e disse que já concedeu alvará de funcionamento para o galpão que está sendo preparado para abrigar as novas instalações da Foxconn.

A prefeitura informou também que as obras de acesso viário ao novo endereço (próximo à unidade antiga), uma das exigências da empresa para viablizar o investimento no município, estão em andamento. Na cidade, o Posto de Auxílio ao Trabalhador (Pat) continua recrutando trabalhadores para as linhas de montagem da Apple. Até ontem, cerca de 3 mil pessoas haviam se candidatado a um emprego na empresa taiwanesa.

Conforme noticiamos no comecinho de junho, o governo acelerou e publicou o Processo Produtivo Básico (PPB) de tablets, mas até agora a Foxconn não foi uma das que obtiveram o benefício. Isso, sim, pode ter muito a ver com esse atraso na produção local de iPads.

Quanto aos iPhones e iPods, até o momento não se sabe se a produção local dos produtos surtirá algum efeito direto para o consumidor (em preço ou disponibilidade) — isso se a informação for mesmo quente, é claro.

[dica do Reinaldo Versuri]

Atualização

E odiario.com afirma que representantes da Foxconn também estiveram em Londrina e em Maringá nesta semana, avaliando mais um possível local para uma nova fábrica de tablets.

Publicidade

Uma comitiva com seis chineses esteve nesta segunda-feira (22/8) no norte do Paraná para conhecer de perto a infraestrutura física oferecida para abrigar a nova unidade brasileira da Foxconn. Arapongas (a 66km de Maringá) foi a cidade escolhida pelo governo do Paraná para disputar a indústria, que também é cobiçada por municípios de outros Estados.

Vale lembrar, é claro, que a Foxconn é parceira de diversas fabricantes — ou seja, não necessariamente essa fábrica cuidará de iPads.

[dica do Julio Cesar Garçia]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Ranking de lojas que mais vendem por metro quadrado

Nos Estados Unidos, lojas da Apple são as que mais vendem por metro quadrado

Próximo Artigo
Logitech Fold-Up Keyboard for iPad 2

Logitech lança dois novos acessórios para iPad: um teclado dobrável e um joystick para a sua touchscreen

Posts Relacionados