O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Executivo do Google compartilha mais uma história sobre o perfeccionismo de Steve Jobs

Ícone do Google como WebClip do iOS

Como qualquer bom executivo confiante no seu taco, Vic Gundotra — atual vice-presidente sênior de engenharia do Google — gerou polêmica, no ano passado, ao atacar a Apple fortemente durante o evento Google I/O 2010. Pouco tempo depois, ele aliviou um pouco as coisas dizendo que os ataques “foram uma brincadeira”.

Publicidade

Por isso, foi muito bacana acordar hoje e ler uma história que ele resolveu contar no Google+ sobre Steve Jobs, agora que o cofundador da Apple renunciou ao cargo de CEO da companhia. Embora seja supercuriosa e interessante, ela é só mais uma que destaca o quanto Jobs é atento a detalhes e se preocupa com coisas que CEOs medíocres/convencionais sequer cogitariam se envolver.

O Gizmodo Brasil fez uma tradução bacana do texto:

Na manhã de um domingo, dia 6 de janeiro de 2008, eu estava fazendo atividades religiosas, quando meu celular vibrou. Sendo o mais discreto possível, eu chequei meu telefone e vi que a ligação era de “número não identificado”. Decidi ignorar.

Saindo do local, enquanto eu ia com minha família até meu carro, eu chequei minhas mensagens no celular. A mensagem era de Steve Jobs. “Vic, você pode me ligar em casa? Eu tenho algo urgente para discutir”, ela dizia.

Antes mesmo de chegar no meu carro, eu liguei de volta para Jobs. Eu era responsável por todos os aplicativos móveis do Google e, nesse cargo, já havia lidado com Steve algumas vezes. Era um dos privilégios do meu trabalho.

“Ei, Steve, aqui é o Vic”, eu disse. “Perdão não responder sua primeira chamada. Eu estava fazendo atividades religiosas, e o celular não reconheceu a chamada, então eu não atendi.”

Steve riu. E disse “Vic, a não ser que o seu celular estampasse ‘DEUS’, você nunca deve atender o celular nessas ocasiões.”

Eu dei aquela risada nervosa. Afinal, apesar de ser comum Steve ligar durante a semana bravo com alguma coisa, era incomum que ele ligasse para mim em um domingo pedindo para que eu ligasse para ele em casa. Eu fiquei pensando, o que poderia ser tão importante assim?

“Então, Vic, nós temos um problema urgente, um que eu preciso resolver agora mesmo. Eu já separei alguém da minha equipe para lhe ajudar, e espero que vocês possam consertar isso amanhã”, disse Steve.

Ícone do Google como WebClip do iOS“Eu estava olhando o logo do Google no iPhone e não fiquei muito contente com ele. O segundo O do Google não tem o gradiente correto no amarelo. Está errado e o Greg vai arrumar isso amanhã. Tudo bem para você?”

Claro que estava tudo bem para mim. Poucos minutos depois, naquele domingo, eu recebi um email de Steve com o título “Icon Ambulance”. O email falava sobre como eu trabalharia com Greg Christie para arrumar o ícone.

Desde que eu tenho 11 anos e me apaixonei pelo Apple II, eu tenho dezenas de histórias sobre os produtos da Apple. Eles fazem parte de minha vida há decadas. Mesmo quando eu trabalhei por 15 anos para Bill Gates, na Microsoft, eu tinha uma enorme admiração por Steve e os produtos criados pela Apple.

Mas, no fim das contas, quando eu penso sobre liderança, paixão e atenção aos detalhes, eu sempre recordo da ligação que recebi de Steve Jobs em uma manhã de domingo. É uma lição que nunca vou esquecer. CEOs devem se preocupar com detalhes. Mesmo com sombras de amarelo. Em um domingo.

Para um dos líderes mais incríveis que já conheci, o melhor para você, Steve.

-Vic

O ícone em questão, destacado na imagem acima, era simplesmente o Web Clip que aparecia no iPhone quando o Google.com era adicionado à Home Screen de usuários — a App Store nem existia, na época.

É por essas e outras que “Jobses” e “Gundotras” chegam onde chegaram.

[via 9to5Mac]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Nielsen sobre demografia de tablets

Pesquisa da Nielsen aponta que homens gostam mais de tablets, enquanto mulheres preferem ereaders

Próximo Artigo
Tim Cook, CEO da Apple

Primeiro email de Tim Cook a empregados, como CEO: "A Apple não irá mudar"

Posts Relacionados