App que traz informações religiosas de pessoas famosas é retirado da App Store francesa

Ícone - Jew Or Not Jew?

Ícone - Jew Or Not Jew?O app “Judeu Ou Não Judeu?” (Jew or Not Jew?), que traz uma base de dados de celebridades e famosos, identificando se eles são judeus, foi retirado da App Store francesa por violar uma lei local que proíbe a divulgação de dados pessoais (incluindo raça, sexo, afinidades religiosas e/ou políticas) sem a autorização das pessoas — a lei francesa foi criada após o Holocausto, e a punição pode chegar a cinco anos de prisão e multas de até 300.000 euros.

Publicidade

O desenvolvedor Johann Levy (judeu, diga-se), disse que criou o app com o intuito de reforçar o orgulho religioso, identificando pessoas de destaque que também são judias, mas ressaltou que sua opinião pode não ser compartilhada por todos seus companheiros religiosos. Ainda segundo Levy, as fontes usadas na compilação dos dados do app são públicas e estão disponíveis na internet.

Levy só esqueceu de uma coisa: o desenvolvedor também é responsável por garantir que o app atenda às leis locais das lojas onde são vendidos — ele ainda não foi contatado por autoridades francesas para falar sobre o assunto.

Jew Or Not Jew? Jew Or Not Jew?

Apesar da pressão do grupo SOSS Racisme, que pede a remoção do aplicativo de todas as App Stores, por enquanto ele continua disponível, inclusive na loja brasileira.

Não é a primeira vez que a Maçã enfrenta esse tipo de problema. Diversas vezes protestos foram responsáveis pela remoção de um app da loja, como por exemplo no caso do Manhattan Declaration, que trazia conteúdo claramente homofóbico. Cabe agora à Apple decidir se o conteúdo desse app é de alguma forma ofensivo para seus usuários e tomar a decisão (de manter, ou de retirar) o “Judeu Ou Não Judeu?” de suas lojas.

[via MacNN]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…