Analistas reagem à morte de Steve Jobs

Silhueta de Steve Jobs com logo da Apple ao fundo

Faz pouco mais de um mês desde o apanhado que fizemos sobre as reações de analistas à renúncia de Steve Jobs ao cargo de CEO na Apple. Hoje, infelizmente, trazemos as reações à notícia do falecimento do cofundador da maior companhia de tecnologia do mundo.

Publicidade

Silhueta de Steve Jobs com logo da Apple ao fundo

  • Shaw Wu, Sterne Agee: “Steve foi uma inspiração para nós como analistas da comunidade de investidores e como consumidores de seus produtos. Ele fez da AAPL o padrão platinado pelo qual mensuramos outras companhias de tecnologia e nos ajudou a cultivar uma quantia ‘insanely great’ de valor para acionistas. Ele é um dos pais fundadores do Vale do Silício e suas contribuições são imensuráveis. Achamos notável que ele não apenas tenha revolucionado e transformado a indústria de tecnologia, como também a de mídia e de varejo. Acreditamos que seu impacto ainda será sentido nas décadas por vir. Na nossa visão, o iCloud apenas começou e o iPhone ainda está no início de suas curvas de adoção. E ainda há mercados inaproveitados como transmissão de TV e streaming de vídeo.
  • Mike Walkley, Canaccord Genuity: “Apesar da falta que farão a paixão, a criatividade e o olho clínico para preferência dos consumidores do Sr. Jobs, acreditamos que ele e os executivos da Apple construíram uma base de talento e uma cultura corporativa sem precedentes que prepara o terreno para sucesso e inovação futuros. Continuamos a esperar por um grande crescimento nas receitas da Apple durante os próximos anos, com intensa demanda e uma penetração global relativamente baixa para o iPhone, o iPad e o Mac.”
  • Brian White, Ticonderoga Securities: “Steve Jobs fez o que pode ser considerada a maior virada na história corporativa, reinventando o cenário de eletrônicos de consumo, destruindo concorrentes poderosos, revirando indústrias inteiras de cabeça para baixo e melhorando as vidas de consumidores ao redor do mundo com os produtos inovadores da Apple. Acreditamos que a presença de Steve Jobs será sempre sentida na Apple e vai inspirar empregados a continuar inovando por muitos anos ainda. Aceitar nada que não os trabalhos de maior qualidade foi completamente enraizado na cultura da Apple durante seu comando, criando uma equipe que, acreditamos, vai continuar a prosperar. Claramente, não há ninguém como Steve Jobs no mundo da tecnologia e a Apple jamais terá outro Steve Jobs no comando, contudo, acreditamos que ele criou uma equipe incrivelmente talentosa com Tim Cook como CEO, a qual pode levar a Apple ao sucesso continuado por anos a vir. Como Steve Jobs escreveu em sua carta de renúncia em 24 de agosto, ‘Acredito que os dias mais brilhantes e mais inovadores da Apple estão por vir.” Nós concordamos.”
  • Ben Reitzes, Barclays Capital: “Fomos capazes de observar a paixão sem igual de Steve por sua companhia e suas invenções ao longo de muitos anos em lançamentos de produtos. Entretanto, também notamos o quão preocupado ele foi em tutorar e deixar sua companhia nas mãos capazes do CEO Tim Cook e dos outros. Encorajamos que você leia a mensagem de Cook aos funcionários da Apple. Acreditamos que o embalo dos produtos e a inovação da Apple podem continuar.”
  • Gene Munster, Piper Jaffray: “Acreditamos que o gênio de Steve Jobs, sua visão e sua ética de trabalho, vão mover a Apple para sempre. Assim, reiteramos, sem hesitação, nossa classificação de Sobrepeso nas ações da AAPL mesmo após o falecimento de Steve Jobs. […] Ao longo de 35 anos como CEO da Apple, Jobs inspirou não apenas os muitos produtos da Apple que criaram novas categorias e mudaram a forma como as pessoas vivem, trabalham e se divertem, mas também outros líderes de tecnologia. Nesse ínterim, Jobs estava desenvolvendo sua maior conquista, a própria Apple. Acreditamos que o legado de Jobs inclui suas muitas e ótimas invenções, bem como as pessoas que hoje comandam a Apple e vão perpetuar sua forma de criar o futuro. Acreditamos que Tim Cook é o candidato ideal para continuar o trabalho do insubstituível Steve Jobs. […] Apesar de haver muita preocupação entre os investidores quanto à capacidade ou não de Cook dar continuidade à sequência de inovações de Jobs, acreditamos que não há melhor candidato para guiar a companhia que Jobs fundou. E, de muitas formas, serão Jobs e sua visão fortemente enraizada que vão sempre guiar a Apple e seus líderes.”

Em geral, não parece ter havido pânico ou preocupação exacerbada no mercado financeiro: as ações da Apple abriram o dia com uma leve baixa, após a qual subiram um pouco e se estabilizaram, oscilando em torno de US$378.

O simples fato de a cotação já ter passado boa parte do dia positiva demonstra que, de fato, o maior legado de Jobs foi ter deixado uma companhia capaz de funcionar sem ele.

[via AllThingsD, Wall Street Journal: 1, 2, 3]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…