O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Dica de leitura: pequeno manual de como fazer previsões do desempenho financeiro da Apple

Previsão e desempenho oficiais das receitas da Apple - Andy Zaky

Analistas. Quando o assunto é Apple, eles parecem não saber que lado é pra cima — especialmente se estivermos falando de Gene Munster. Argh. Prova disso é que eles sistematicamente erram todo tipo de previsão na hora de antecipar o desempenho financeiro da Maçã, algo que já é quase tradição, apesar de ter acontecido algo curioso no trimestre passado: os analistas normalmente subestimam grosseiramente os números da Apple, mas no FQ4 2011 eles superestimaram além da imaginação. Como resultado, ficou parecendo que a companhia “desapontou” e que as vendas foram “decepcionantes”.

Publicidade

Para jogar um pouco de luz racional sobre isso tudo, Andy Zaky, do Bullish Cross, escreveu um artigo para o AppleInsider no qual mostra uma regrinha simples para prever o desempenho da Apple usando apenas as estimativas oficiais dela mesma. É algo espantosamente simples e matematicamente elegante, impossível de resumir rapidamente (até porque me falta o conhecimento adequado para tanto), mas que trouxe à tona duas coisas muito, muito curiosas.

Previsão e desempenho oficiais das receitas da Apple - Andy Zaky

A primeira está representada no gráfico acima: historicamente, a Apple faz previsões conservadoras de sua receita total com uma margem de 12–18% da realidade (exceto por um trimestre em que passou de 24%, vale dizer). É um fato, os números estão aí para provar. Daí, qualquer analista que valha seu sal vai fazer previsões dentro dessa margem, de forma que é impossível errar grosseiramente.

Publicidade

Ainda assim, os analistas erram, o que nos leva ao segundo gráfico.

Previsão e desempenho oficiais das receitas da Apple - Andy Zaky

Aparentemente, Wall Street é uma inteligência coletiva meio burra: as estimativas conjuntas foram, de 2010 pra cá, repetidamente pessimistas e erradas, sempre muito aquém do desempenho real e do padrão da Apple. Aí veio o FQ4 2011… A Maçã ficou na linha dela, de 12–18%, mas Wall Street, por conta da anomalia no trimestre anterior, decidiu chutar o pau da barraca e colocar as previsões no espaço sideral, nos 20%. Resultado, decepção com a Apple — e não decepção com a incapacidade dos analistas de fazer qualquer coisa direito.

Agora, Wall Street, em sua infinita inteligência, está mantendo as previsões numa baixa sem precedentes, apenas 2,68% acima dos números oficiais da Apple. Andy Zaky, por sua vez, permanece com o padrão histórico e aposta em 13,51%, o que dá US$42 bilhões em receitas. Em janeiro vamos saber quem está certo, mas de um jeito ou de outro tudo indica que este será, de longe, o melhor trimestre da história da Maçã.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Ícone do Lion - Mac App Store

Mac App Store supera 100 milhões de downloads [atualizado 2x]

Próximo Artigo
Rotten Situation

Desenvolvedora brasileira Insolita Studios lança jogo Rotten Situation: Zombie Inception para iPads e iPhones/iPods touch

Posts Relacionados