O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Guerra de patentes: a Apple deve ou não comprar a Kodak?

Logo da Kodak

Você já deve ter lido por aí que a Kodak parece estar bem perto de pedir falência. Enquanto isso, ela vem brigando contra Apple e Research In Motion (RIM), em um processo que só será definido pela ITC em setembro. Mas o que aconteceu com aquela Kodak líder e inovadora de tempos atrás?

Publicidade

Logo da Kodak

Aqui vai uma possível explicação bem resumida e superficial: antes, em um mundo não tão digital, se você quisesse ter algum momento importante registrado, era quase que obrigatório comprar um rolo de filme fotográfico de 12, 24 ou 36 poses — inventado pela Kodak — e revelá-lo, para que a lembrança fosse eternizada. Ninguém, tirando alguns profissionais, tinha capacidade técnica para pegar esses filmes e transformá-los em fotos. Esse foi o tempo de ouro da Kodak. Para o bem ou para o mal, o mundo evoluiu… a, contudo, Kodak não.

A empresa também inventou a câmera digital, e hoje, seus principais negócios são câmeras point-and-shoot, impressoras inkjet e outros hardwares ligados a imagem. Aí, eu te pergunto: com o mercado de smartphones substituindo o de câmeras compactas e com cada vez menos pessoas imprimindo suas fotos — basta pegar o seu iPhone 4S do bolso, tirar uma foto e compartilhá-la através de Facebook, Flickr, Twitter, Instagram, Camera+ e outras centenas de opções —, como a Kodak sobreviverá? Claro que ainda imprimimos fotos, mas nenhuma empresa conseguirá sobreviver somente focada nesse mercado.

Muitos acreditam ser praticamente impossível a empresa dar a volta por cima, e é aí que a Apple entra na jogada. Jonny Evans, editor da Computerworld (assim como muitos outros), acredita que essa é a hora perfeita para a Maçã abocanhar a Kodak e seu grande portfólio de patentes — ou, no mínimo, parte da sua propriedade intelectual. Os motivos para isso são muitos: 1. A empresa está barata (seu market cap está em US$162 milhões); 2. com as cerca de 1.000 patentes cobrindo imagens digitais, a Apple poderia continuar sua luta nos tribunais contra as fabricantes de Android, todavia, bem mais munida; 3. um possível licenciamento desses inventos não salvará a Kodak, mas cairá muito bem para os acionistas da gigante de Cupertino; 4. usar e abusar dos inventos nos iGadgets, além de levar essas tecnologias para o iPhoto; 5. se a Maçã não comprar, alguma concorrente o fará (como por exemplo, a Samsung).

Para quem acabou de comprar a Anobit, empresa de armazenamento flash — em uma transação avaliada entre US$400-500 milhões —, e tem mais de US$80 bilhões em caixa, a aquisição da Kodak não seria um problema.

Publicidade

Enquanto isso não acontece, alguns analistas — dentre eles Florian Mueller, do FOSS Patents —, acreditam que Apple e HTC podem “dar uma pausa em suas disputas” para se juntar e combater a Kodak no mais novo processo aberto pela empresa contra ambas. Mueller acha que, no mínimo, elas provavelmente realizarão uma pesquisa conjunta a fim de reduzir o escopo de patentes envolvidas no caso, evitando assim possíveis responsabilidades pelas infrações. De acordo com o Focus Taiwan, a Kodak tentou entrar em acordo com Apple e HTC fora dos tribunais, sem sucesso.

Publicidade

E você, o que acha disso tudo? A Apple deve ou não deve investir na compra da Kodak?

[via Patently Apple]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
MOTU HDX-SDI com Thunderbolt

MOTU apresenta placa de captura de vídeo equipada com a interface Thunderbolt

Próximo Artigo

↪ Sharp teria sido cortada como nova fornecedora de LCDs para o iPad

Posts Relacionados