A Apple não pagou, mas teve um belo de um comercial no Super Bowl XLVI

Logo Super Bowl 46

A Samsung foi lá e pagou US$10,5 milhões para ter os seus 90 segundos de fama no Super Bowl. A Apple, como sabemos, não pagou nada. Mas isso não quer dizer que ela não ganhou seu “comercial”. Depois do jogo, enquanto o ex-jogador Raymond Berry carregava o troféu, jogadores do New York Giants beijavam e acariciavam-no, enquanto filmavam tudo com seus telefones celulares.

Publicidade

Agora adivinhe qual era o aparelho mais comum entre os jogadores! Confira:

Para Jim Cramer, foi o melhor comercial que a Apple poderia ter:

Publicidade

E eu disse a mim mesmo, lá está, não algum animal de estimação pendurando um saco de batatas fritas ou alguns faróis matando vampiros ou o Rei Elton ficando preso em um calabouço. Não, havia um anúncio digno de Steve Jobs e da empresa que ele construiu. É claro que não era um anúncio. Era apenas uma junção dos mais cools, dos competidores mais idolatrados do mundo sacando seus aparelhos favoritos, que eles tinham em campo, pronto para a ação.

No final, não importa. Para mim, o aval da Apple dado por atletas reais que não foram pagos […] disse tudo.

Sem dúvida nenhuma, uma das empresas mais beneficiadas do Super Bowl XLVI, isso tudo sem gastar um tostão — e olha que dinheiro é o que não falta, em Cupertino.

[via MacRumors]

Posts relacionados

Comentários