O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

The New York Times ataca Apple por realizar “artimanhas” para economizar no pagamento de impostos; esta responde, é claro

Charge sobre impostos

No comecinho de março, aproveitando para responder a uma série de críticas/acusações, a Apple colocou no ar em seu site uma página trazendo números gerais sobre a quantidade de empregos que ela gera hoje em dia, direta e indiretamente. Ainda assim, quando se tem mais de US$110 bilhões no banco e um faturamento médio como o dela, todos continuam “de olho”.

Publicidade

Neste final de semana, a Apple foi mais uma vez alvo do jornal The New York Times, que publicou uma extensa matéria falando sobre as “artimanhas” que a companhia faz para pagar menos impostos e, assim, lucrar mais. Apesar de o artigo ser todo focado na Apple, em uma ou outra passagem eles reconhecem que todas são práticas bastante comuns entre grandes corporações.

Apple e impostos

A Apple rapidamente enviou uma resposta ao NYTimes, argumentando que criou centenas de milhares de empregos para americanos com o seu foco em inovação. Além disso, ela afirma pagar “uma quantidade enorme de impostos” para governos locais, estaduais e federais, e que conduz os seus negócios “com os mais elevados padrões éticos”, obedecendo todas as leis e regras de contabilidade aplicáveis.

Publicidade

O que ficou mais feio, pro NYTimes, é que o pessoal da Forbes apurou que um dos números mais repetidos na matéria original — que a Apple só teria pago 9,8% em impostos, no ano passado — foi totalmente mal calculado. A previsão dada pela própria Maçã, no seu Form 10-K [PDF], foi de 24,2% (bem dentro da média da indústria) — só um “pouquinho” acima, né?

Como qualquer empresa capitalista, a Apple sempre trabalhará para lucrar o máximo possível. Ela não tem obrigação de pagar mais impostos do que o devido, até porque isso vai contra os interesses de seus próprios acionistas e seria uma desvantagem competitiva em relação a suas concorrentes, que seguem os mesmos princípios contábeis. A questão é que, no caso dela, cada décimo percentual de economia significam milhões (ou até bilhões) de dólares que o governo deixa de receber — e isso enche os olhos de qualquer um.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

↪ E se a Apple comprasse a (four)Square?

Próximo Artigo
Bandeira de Israel

Apple estaria pronta para contratações em massa para seus centros de P&D em Israel

Posts Relacionados