O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Para CEO da DisplayMate Technologies, iPad de terceira geração foi o “plano B” da Apple

Novo iPad preto, de lado

Conheça o novo iPad, agora com tela Retina! E um pouco mais grosso e pesado, mas ninguém liga pra isso… 😛 Brincadeiras à parte, é bem raro vermos a Apple “andar para trás” como aconteceu com o iPad de terceira geração. Claro, para melhorar em uma coisa, precisamos sacrificar outras (ganha-se na tela, perde-se na espessura/peso; ganha-se no processamento gráfico, perde-se na bateria). É um eterna avaliação do que vale ou não a pena.

Publicidade

Novo iPad preto, de lado

Contudo, segundo Raymond Soneira, presidente e CEO da DisplayMate Technologies — pessoa responsável por uma baita avaliação (positiva) da tela Retina do gadget e com bastante respaldo na área —, não era bem isso que a Apple imaginada para a sua mais nova tablet. Segundo o executivo, esse foi o “plano B” da Maçã, que esperava poder utilizar as telas IGZO da Sharp, já bastante comentadas por nós aqui [1, 2], as quais possivelmente permitiram um iPad igual ou mais fino que o de segunda geração.

Resumidamente, a tecnologia IGZO utilizaria transistores e circuitos menores, permitindo que mais luz passasse, diminuindo o número de retroiluminação — consequentemente, tornando o aparelho mais fino. Todavia, a Sharp não conseguiu aprontar a tecnologia a tempo, e a Apple colocou então o “plano B” em prática, utilizando duas barras de LEDs para dar conta da iluminação.

Publicidade

Especulação ou informação quente? Essa, acho que não saberemos, mas se o “plano B” da Apple já foi esse #EpicFAIL, imagine o “plano A”…

[via CNET News]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

↪ Microsoft tenta convencer usuários do iCloud a usar o SkyDrive

Próximo Artigo
Elsewhere - Mac OS X

Eltima lança app para Mac OS X que simula sons ambiente, para um trabalho menos monótono

Posts Relacionados