Nos Estados Unidos, casos envolvendo Apple, Motorola e HTC são consolidados

Segunda Guerra Mundial

Apple e Motorola estão se enfrentando em alguns tribunais ao redor do mundo. Na Flórida (Estados Unidos), existem dois casos: um de novembro de 2010, iniciado pela Motorola, o qual tinha julgamento previsto para este ano; e um segundo iniciado pela Apple, contra a Motorola e a HTC.

Publicidade

O juiz federal Robert N. Scola, responsável pelos dois casos, resolveu juntá-los afirmando que as partes (Apple, Motorola e HTC) mostraram completa incapacidade de concordar em alguma coisa, e que o progresso dos casos é extremamente frustrante.

Segunda Guerra Mundial

Independentemente do motivo, a notícia é boa para a HTC, pois esta ganha mais tempo para se defender, e para a Apple, que também ganhou mais tempo na disputa com a Motorola. Explico: este é um dos poucos casos em que a Motorola está acusando a Apple de infringir patentes não-essenciais. Em outro caso, em Illinois, a ITC disse que a Maçã está infringindo um invento da empresa. Contudo, como se trata de uma patente FRAND (Fair Reasonable and Non-Discriminatory), é bem provável que a Motorola seja obrigada a oferecer royalties acessíveis — e definitivamente não é isso que ela quer, afinal, já poderia ter feito.

Publicidade

Se a Motorola vencesse na Flórida, onde ela acusa a Apple de infringir patentes não essenciais, ela com certeza conseguiria ferir a Maçã. Mas como o julgamento passou para 2014, tudo ficou mais distante. Todavia, com a junção dos casos, a Motorola poderá adicionar o iTunes, o iCloud e o iPhone 4S a disputa. Assim, teremos um total de 24 patentes no processo: 12 utilizadas pela Apple contra a Motorola — 6 dessas utilizadas também contra a HTC — e 12 utilizadas pela Motorola contra a Apple.

Sinceramente, deu pena do juiz Scola.

[via FOSS Patents]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…