O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apple tira dúvidas sobre a tela Retina do novo MacBook Pro; entregas de algumas máquinas vão atrasar nos Estados Unidos [atualizado]

MacBook Pro com tela Retina de lado com a tela aberta

A Apple colocou no ar ontem uma página de Perguntas e Respostas Frequentes (FAQ, Frequently Asked Questions) cobrindo o uso da tela Retina do novo MacBook Pro. Nela, a empresa dá dicas de como ajustar a resolução do display, quais aplicativos já suportam a tela de alta resolução, como corrigir possíveis problemas visuais em aplicativos (abrindo-os em modo de baixa resolução), como utilizar monitores externos com a nova máquina, comentários sobre o uso do Windows 7 via Boot Camp, entre outras coisas.

Publicidade

MacBook Pro com tela Retina de lado com a tela aberta

Se você já possui uma máquina dessas, não deixe de conferir o artigo de suporte — por enquanto ele está disponível apenas em inglês, mas em breve deve ganhar uma versão em português.

Nos Estados Unidos, o prazo para entrega do novo portátil continua entre 3-4 semanas — no Brasil o prazo é ainda maior, entre 3-5 semanas. Contudo, consumidores corporativos que efeturaram a compra da máquina ainda no primeiro dia de vendas (11/6), quando o prazo estava em 7-10 dias úteis, estão recebendo um email da Apple afirmando que a encomenda vai demorar bem mais do que o previsto — alguns receberão o pedido até 6 semanas depois do dia da compra, por volta de 25 de julho.

Publicidade

O motivo para o atraso ainda é uma incógnita: será que o portátil continua vendendo muito ou os recentes problemas com a tela estão, de alguma forma, segurando os pedidos?

[via Electronista, MacRumors]

Atualização

Conforme o leitor Fausto J. Almeida nos alertou, os consumidores que receberam os emails de atraso compraram máquinas personalizadas (armazenamento flash de 768GB). Até o momento, nenhum cliente que comprou a máquina em sua configuração padrão recebeu o aviso. Podemos concluir então que o atraso não tem ligação com o problema de burn-in da tela, o qual deve afetar mesmo apenas algumas máquinas.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Localytics sobre retenção em apps mobile

Pesquisa da Localytics mostra que usuários de iOS são mais fiéis a seus apps do que os de Android

Próximo Artigo
Crachás da Apple

↪ Site lista as 25 melhores empresas de tecnologia para se trabalhar atualmente

Posts Relacionados