O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Mercado de smartphones russo está em expansão, mas desempenho da Apple não é nada bom

Logo da MTS (miniatura)

Um relatório da MTS [PDF], operadora russa parceira da Apple, mostra que as coisas não estão muito bem para a Maçã por lá. Pegando o primeiro trimestre do ano como ponto de partida, os números do mercado russo de smartphones cresceram de uma maneira geral se compararmos com o mesmo período no ano passado — a quantidade de aparelhos vendidos quase dobrou. Se antes os celulares inteligentes representavam 9,3% do mercado, hoje o número pulou para 26,7%.

Publicidade

Gráfico - MTS

Mas os números da Apple não são nada animadores. Enquanto a fatia da Maçã desse mercado passou de 5,3% para 5,4%, a firma de Cupertino viu sua rival Samsung crescer 19,5pp(!), passando de 12,2% para 35,7%.

Gráfico - MTS

Além de ter tido o maior crescimento em participação, a Samsung também abocanhou a maior parte do dinheiro do mercado russo, faturando 32,3% dele, um crescimento de 17,4pp. Já a Apple viu sua representação nas vendas cair de 15,6% para 14,9%.

Publicidade

Quer ficar ainda mais surpreso? Então veja a tabela abaixo:

Gráfico - MTS

Isso mesmo, se analisarmos as vendas por sistema operacional, o Windows Phone (8,2%) e o Bada (11,3%) estão à frente do iOS (7,3%). Interessante notar que, mesmo com a queda da Nokia em todos os gráficos, o Symbian ainda é o campeão de vendas (37,8%), pouco acima do Android (35,1%).

Publicidade

Como podemos ver, mercado emergentes como Rússia e Brasil não se comportam como alguns já estabelecidos (Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido, etc.). A estratégia da Samsung de inundar o mercado com diversos modelos de aparelhos, oferecendo uma opção para cada bolso, parece surtir mais efeito em países onde a renda é variada — não é à toa que vira e mexe analistas apostam na Apple lançando algum modelo de iPhone específico para esse tipo de mercado — convenhamos, enquanto um iPhone 3GS custar R$1.000, ele não pode pode ser considerado um “aparelho de entrada”, para mercados emergentes.

Apesar de investir pesado na China, sem dúvida nenhuma a Apple também está de olho em países emergentes como Rússia, Brasil e Índia. Veremos como será o desempenho dela nesses mercados ao longo dos próximos meses/anos.

[via BGR]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Google - Privacidade

↪ Google deverá pagar multa de US$22,5 milhões por ignorar privacidade de usuários do Safari

Próximo Artigo
Ícone - Readability

↪ Aplicativo Readability é atualizado trazendo recursos que facilitam a leitura

Posts Relacionados