Entenda por que o AirPlay Mirroring, novo recurso do Mountain Lion, exige Macs mais novos

AirPlay Mirroring no OS X Mountain Lion

No mês passado, quando comentamos os requerimentos mínimos necessários do OS X Mountain Lion, falamos também que o AirPlay Mirroring exige uma Apple TV de segunda geração ou superior e um iMac, Mac mini ou um MacBook Air (todos da metade de 2011 ou mais recente); ou um MacBook Pro (do início de 2011 ou mais recente). Mas afinal, por que apenas esses mais novos?

Publicidade

AirPlay Mirroring no OS X Mountain Lion

Muitos apostaram que a Apple estava deixando os Macs antigos de fora propositadamente, forçando usuários a comprar novas máquinas; alguns achavam que poderia ser algo relacionado à tecnologia DRM (Digital Rights Management, ou Gestão de Direitos Autorais), presente apenas nos chips da Intel mais recentes. Mas não, nenhuma dessas teorias estavam certas. A resposta é técnica, mesmo.

Segundo o Cult of Mac, para o AirPlay Mirroring funcionar é preciso uma GPU (Graphics Processing Unit, ou Unidade de Processamento Gráfico) capaz de codificar vídeos H.264 sem a necessidade/ajuda da CPU (Central Processing Unit, ou Unidade Central de Processamento) — e isso só acontece nas GPUs mais recentes. “Sem o suporte de hardware físico, o espelhamento exigiria muito da CPU, fazendo com que a performance atingisse níveis nunca autorizados pela Apple”, disse Sid Keith, criador do AirParrot. Exatamente pelo mesmo motivo, o recurso é compatível apenas com o iPhone 4S e com iPads de segunda e terceira gerações.

Mistério solucionado. 😉

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…