O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Juiz culpa Samsung pela “perda de evidências” e informa júri sobre episódio

Martelo de juiz

Não tem muito tempo, a Apple acusou a Samsung de destruir intencionalmente documentos que ela foi obrigada a entregar como parte de um processo de descoberta (conhecido como spoilation of evidence).

Publicidade

Com a aproximação do julgamento do caso, que acontecerá em 30 de julho, mais e mais detalhes vão aparecendo, e agora Florian Mueller (do FOSS Patents) destacou um documento no qual o juiz Paul S. Grewal adverte o júri sobre a espoliação de provas da Samsung, ao apagar alguns emails sobre o assunto de seus servidores corporativos, mesmo numa época em que o litígio era “razoavelmente previsível”. Em resumo, o júri ficará sabendo que a Samsung não cumpriu com suas obrigações em preservar as provas — o que poderá gerar desconfiança de que as informações eram favoráveis à Apple.

Abaixo, algumas passagens do documento:

A Samsung não conseguiu impedir a destruição de provas relevantes para uso da Apple neste contencioso. Isto é conhecido como o “espoliação de provas”.

Eu os instruo, como uma questão de direito, que a Samsung não conseguiu preservar as provas após saber de seu dever de preservá-las. Essa falha resultou numa incapacidade de realizar as obrigadas buscas de descoberta.

[…]

Se esta descoberta é importante para você chegar a um veredito neste caso, você decidirá. Você pode optar por achar que é determinante, relativamente determinante, ou nem um pouco determinante para alcançar seu veredito.

Se isso de fato beneficiará a Apple ou não, saberemos após o fim do julgamento.

Ver comentários do post

Artigo Anterior
Resultados finais de analistas no FQ3 2012

↪ Tabela: desta vez, os analistas profissionais humilharam os independentes nos resultados financeiros da Apple

Próximo Artigo
Ícone - OS X Mountain Lion

Saiu, pessoal: o OS X Mountain Lion já está disponível para download na Mac App Store!

Posts Relacionados