Para analista, “iTV” será totalmente focada em software/ecossistema

Filme rodando em MacBook Air, iPad e Apple TV

Para Ben Reitzes, do Barclays, mesmo que o objetivo da Apple seja lançar um televisor propriamente dito (um hardware com muitas polegadas), o que importa mesmo nessa história é o software, ou seja, como nós, consumidores, iremos receber o conteúdo — não é à toa que a Maçã está negociando com alguns provedores de conteúdo (canais de TV a cabo).

Publicidade

Filme rodando em MacBook Air, iPad e Apple TV

Para Reitzes, a futura solução da Apple dará um peso importante para iPads e iPhones/iPods touch, estendendo a sala de estar. E é aí que entra o pulo do gato. Se os provedores de conteúdo quiserem ganhar ainda mais dinheiro, terão que entrar nessas “telas menores”. Para isso, nada melhor do que ser um aliado da Maçã. O analista acha que a Apple é a única empresa, hoje, que pode rentabilizar as telas pequenas para as grandes empresas de mídia.

Reitzes aponta um preço-alvo de US$750 para as ações da Apple — ontem elas fecharam o dia em baixa de 1,37%, valendo US$656,06.

[via AppleInsider]

Posts relacionados