O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Mais detalhes sobre o suposto serviço de streaming de músicas da Apple

Rádio antigo

Nesta semana, o WSJ.com afirmou que a Apple está negociando com gravadoras e poderá lançar, em breve, um novo serviço gratuito de streaming de músicas. Mas ficou por isso, sem apresentar mais detalhes sobre como seria o funcionamento dele. Contudo, o NYTimes.com também disse que a Maçã pretende oferecer essa espécie de “rádio online”, trazendo novas informações.

Publicidade

Rádio antigo

Segundo eles, o serviço virá na forma de um app nativo do iOS, se conectando à conta do usuário e aprendendo seus gostos, oferecendo playlists personalizadas. Inicialmente as licenças seriam um pouco limitadas — por exemplo, restringindo o número de vezes que as músicas de um determinado artista poderiam tocar no período de uma hora. Todavia, a firma de Cupertino está buscando licenças diretas com as gravadoras justamente para ganhar mais flexibilidade.

Como já falamos, o serviço seria gratuito, baseado em publicidade (iAds). Não está claro se a empresa vai dividir as receitas com as gravadoras ou se irá pagar uma taxa para licenciar as músicas diretamente. Apesar de ser gratuito, não está claro se a Apple oferecerá também uma opção paga — o Pandora, por exemplo, conta com essa opção. Ainda de acordo com eles, não devemos esperar algo relacionado a isso no evento da semana que vem, já que tudo ainda está sendo negociado.

Publicidade

Alguns analistas não gostaram muito da notícia, afirmando que este (“rádios online”) é um mercado muito pequeno para a Apple, e que Pandora, iHeartRadio e Last.fm já fazem um bom trabalho. Particularmente, não sei também se esta é a melhor estratégia, mas a verdade é que muitas pessoas estão deixando de comprar não só músicas, mas episódios de séries e filmes, trocando por algum serviço como Spotify e Hulu, os quais são baseados em assinaturas e dão acesso a um vasto conteúdo.

Em abril eu escrevi um artigo falando justamente sobre isso, torcendo para a Apple ampliar seu ecossistema, lançando serviços de assinaturas na iTunes Store. Este rumor de agora não é exatamente o que eu imaginava, mas se for quente, não deixa de ser uma tentativa da Maçã de “sair” do modelo que ela vem utilizando desde 2003, quando lançou a iTunes Store.

[via Ars Technica]

Ver comentários do post

Artigo Anterior
Fachada do Yerba Buena Center pronta

↪ Eis a fachada do Yerba Buena Center pronta para o evento da Apple [atualizado]

Próximo Artigo

Projeto auris é um receptor Bluetooth para (continuar controlando) caixas de som

Posts Relacionados